Em guerra com a Globo, Flamengo diz que emissora é sua grande parceira

Flamengo
Flamengo ensaia aproximação com a Globo (Imagem: Reprodução / Globo)

Vice-presidente de Comunicação e Marketing do Flamengo, Gustavo de Oliveira falou com todas as letras que a Globo “é nossa principal parceira comercial”. A afirmação, quase um ensaio de reaproximação com a emissora carioca, veio em meio à guerra judicial travada entre as partes por causa da MP que mudou a lei de direitos de transmissão do futebol brasileiro.

Ao jornalista Rodrigo Mattos, do UOL, o diretor disse que os outros campeonatos que o Rubro-Negro entrou em acordo com o Grupo Globo serão mantidos. “[O] Flamengo respeita os contratos que tem em vigor. Flamengo não tinha contrato para o Carioca, por isso, a MP valeu. Para o Flamengo não muda muita coisa. A Globo é nossa principal parceira comercial”, esclareceu.

“Nós temos um problema pontual de negociação do campeonato Carioca. Só isso. Eles ofereceram o dinheiro e achamos que não era bom. E temos posição sobre a MP, e talvez eles não achem tão boa. A relação comercial da Globo é ótima. Zero problema”, enfatizou o dirigente.

Questionado se o clube substituiria o atual modelo de negócio, o representante rebateu: “Não é substituir. A televisão é importante como o streaming está cada vez mais importante. As plataformas cresceram. O mundo mudou muito. Nos 10, 15 anos, as mudanças para o consumidor foram grandes. Não é que um vai acabar e outro vai ficar sozinho. Haverá um mix de plataformas”.

“Essa possibilidade de os clubes negociar seus conteúdos pela MP amplia os players do mercado”, considerou Gustavo. “Isso deve trazer mais dinheiro para o futebol brasileiro e democratizar para o consumidor. O clube vai poder transmitir todos os seus jogos em casa. TV aberta passa parte dos jogos dos clubes, passou 11 jogos do Flamengo. Esses outros 28 jogos tinha o ppv, mas poderia ter outras maneiras de acompanhar. Vai se ampliar”, apontou.

Uma nova menção ao canal da família Marinho quando ele foi questionado se os patrocinadores sentiram a falta das suas marcas na TV. “Não tenha dúvida que é a Globo é nossa parceira. A MP não é para o clube transmitir. Ontem foi um caso específico porque a Globo não ia transmitir e achamos bem transmitir no canal”, esclareceu.

“Nada impede de fazer negociação com outra empresa. A beleza do processo é que podia comercializar ao SBT, Record, Bandeirantes. Poderia ter comercializado na TV Fechada, ESPN, Fox. É um erro pensar que os clubes estarão limitados à sua transmissão”, defendeu.

“A ideia é fechar com outras transmissões, e a própria Globo. Não é questão de que vamos transmitir com a Globo. Claro que streaming é a FlaTV ou pode vir um parceiro de streaming. Fatiar mais e democratizar”, refletiu o vice-presidente de Comunicação.

CONTINUE LENDO →

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.