Empresa repudia homofobia de Sikêra Jr e nega envolvimento com a RedeTV!

Sikêra Jr
Sikêra Jr à frente do Alerta Nacional, da RedeTV!; apresentador é alvo de nota de repúdio de empresa (Imagem: Reprodução / RedeTV!)

A TCL, empresa fabricante de eletrônicos, afirmou que “não apoia nenhuma forma de preconceito” e que “não tem nenhum vínculo” com a RedeTV! ou com Sikêra Jr. Foi a 34ª empresa na lista de anunciantes anti-homofobia. Em junho, o apresentador chamou gays de “raça desgraçada”.

A manifestação da empresa veio à tona após um questionamento público da Sleeping Giants, que deu início ao movimento “#DesmonetizaSikêra”. A TCL Brasil é a 24ª empresa que repudia as falas do Sikêra Jr”, comemorou. “Agradecemos a todos os seguidores que conscientizaram a empresa e também parabenizamos a TCL pelo posicionamento!”, completou.

Há poucas horas, a Olina, empresa que fabrica medicamentos para má digestão, disse que rompeu com o programa de Sikêra Jr há mais de um ano.

“Somos uma empresa série que preza sempre pelo bem-estar de todos e pelos direitos individuais e/ou coletivos e achamos que toda luta e bandeira deve ser respeitada, assim como aqueles que a levantam”, argumentou.

A empresa se uniu aos seguintes patrocinadores que abandonaram o Alerta Nacional/Amazonas: AmazonGás, MRV Engenharia, HapVida, Tim Brasil, Magazine Luiza, Nivea Brasil, Ford Brasil, Betsul, Casas Bahia, Novo Mundo, Delinea Corpus, Caixa, Yamaha, Faculdade Única, Ipok, Flex Farma e Sorridents.

No último dia 25, o jornalista causou polêmica e atacou a comunidade LGBTQIA+ por causa de uma propaganda feita pelo Burger King. “Vocês precisam de tratamento! Que tara é essa de pegar as crianças do nosso Brasil?”, questionou o apresentador. “A gente está calado, engolindo essa raça desgraçada, mas vai chegar um momento que vamos ter que fazer um barulho maior”, disparou.

Confira a nota na íntegra:

“Oi, Sleeping Giants! A TCL não apoia nenhuma forma de preconceito e não tem nenhum vínculo com a emissora, com o programa, tampouco com o seu apresentador.

Para deixar tudo bem claro: foram adquiridas, pela emissora, via uma revenda da TCL, uma quantidade limitada de TVs para uma ação promocional própria, na qual o tal programa foi escolhido como amplificador. Reitere-se, a TCL não teve nenhum envolvimento na referida promoção

Reiteramos que não apoiamos e jamais apoiaremos qualquer ação de qualquer natureza que dissemine, direta ou indiretamente, discursos de ódio ou preconceito.”

Confira:

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email [email protected].
Veja mais ›