Empresário revela que marca quis cancelar campanha ao descobrir que Pabllo Vittar era drag

Pabllo Vittar
Responsável pela carreira de Pabllo Vittar abriu o jogo (Imagem: Reprodução / Instagram)

Rodrigo Gorky, empresário de Pabllo Vittar, abriu o jogo sobre os bastidores da carreira da cantora. Em entrevista a Clemente Magalhães, no YouTube, o produtor, que trabalha com a artista há quase sete anos, revelou que uma marca desistiu do contrato com ela ao descobrir que era uma drag:

“Eu tenho um orgulho muito grande da nossa luta. Foi um drama, um enredo de filme. Uma marca, com quem já tinha um projeto aprovado, parte do pagamento já feita e um contrato feito. Só que aí descobriram que Pabllo era drag. Descobriram e tentaram cancelar. Mas, a gente disse: ‘Já foi’. Acabou dando tudo certo. A campanha deu certo e viraram outras coisas. Eu tenho muito orgulho dessa abertura que aconteceu com a Pabllo”.

A cantora, inclusive, deu uma resposta direta e arrasadora a Daren Till, ex-desafiante ao cinturão dos meios-médios do UFC, que causou uma grande polêmica ao postar uma piada de tom bastante duvidoso sobre transexuais.

O esportista postou uma fotomontagem da drag queen fazendo um ultrassom e colocou um pedaço de cocô na exibição da imagem, provocando: “Quando você é transgênero e acha que está grávida”. Sem papas na língua, Pabllo rebateu: “Se manque, seu lixo”.

Daren até continuou provocando, mas o Instagram decidiu suspender sua conta, qualificando a brincadeira como transfóbica. Depois de comemorar o engajamento no Twitter, ele deu a seguinte resposta a um internauta que o criticou:

“Não, a questão é que todos vocês são muito estúpidos e não é sábio discutir com pessoas estúpidas. Então você ganha, você está certo e eu estou errado. Adeus, boa noite”.

Um apoiador de Pabllo Vittar cobrou providências dos administradores da rede social, já que o atleta não só não apagou a imagem, como seguiu defendendo o que ele fez:

“Eu não acho que vocês realmente se importam em seguir as regras do Twitter quando se trata de uma conta verificada. Espalhar o ódio na forma de meme e ser transfóbico, o que de alguma forma induz outras pessoas a fazerem o mesmo quando são influenciadas por quem o iniciou”.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›