Enquanto Datena aposta na notícia, Bacci apela para o drama ao falar sobre Marília Mendonça

Marília Mendonça
Tragédia envolvendo Marília Mendonça repercute no Brasil Urgente, da Band, e no Cidade Alerta, da Record (Imagem: Reprodução – Band – Record / Montagem – RD1)

A morte de Marília Mendonça mexeu com a programação de todas as televisões do país. Na TV aberta, o Brasil Urgente, de José Luiz Datena, e o Cidade Alerta, de Luiz Bacci, movimentaram as suas equipes e mostraram ao público duas maneiras diferentes de fazer jornalismo.

Ao vivo, Datena apostou no seu lado moderado, com informações em primeira mão pelo contato da sua equipe com o Corpo de Bombeiros de Piedade de Caratinga, Minas Gerais região onde ocorreu a queda do avião.

Assim que a notícias da morte de Marília foi confirmada, Datena discursou a respeito da carreira da cantora e a Band, como homenagem, colocou no ar parte da participação dela no especial do MasterChef de 2020. Em todo o momento, o apresentador citou o respeito pela dor dos familiares e fãs.

Luiz Bacci, por outro lado, apostou no sensacionalismo como arma não pela a informação, mas pela audiência. Em um verdadeiro show midiático, o apresentador fez drama e se apresentou para o público como se fosse íntimo da sertaneja.

A apelação deu resultado nos números do Ibope na Grande São Paulo, uma exigência da direção da Record, mas virou alvo de muitas críticas por parte de fãs e não fãs de Marília Mendonça.

Confira a repercussão na web:

MAIS LIDAS

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email [email protected].
Veja mais ›