Entrevista de Paulo Maluf no Roda Viva viraliza por semelhança com humorístico da Globo

Paulo Maluf
Paulo Maluf em entrevista ao Roda Viva, da Cultura; programa de 1995 volta à tona após comparação com Choque de Cultura (Imagem: Reprodução / YouTube)

Uma antiga entrevista do político Paulo Maluf ao Roda Viva, jornalístico da Cultura, viralizou na web depois que um usuário do Twitter comparou trechos da sabatina com o humorístico Choque de Cultura, hit das redes sociais, com passagens por Globo e Canal Brasil. As perguntas dos debatedores e as respostas de Maluf, então prefeito de São Paulo, remetem ao tom adotado pela trupe do ‘Choque’.

Naquele 1995, Paulo Maluf causou polêmica ao criar uma lei que proibia o fumar dentro de restaurantes. E outra acerca da obrigatoriedade do cinto de segurança. A seriedade dos entrevistadores, com questionamentos hoje considerados absurdos, levou ao comparativo com os motoristas de vans interpretada por Caito Mainier, Daniel Furlan, Leandro Ramos e Raul Chequer, que opinam sobre os mais diferentes assuntos, mesmo sem base, com convicção.

Prefeito, o senhor não acha que exagerou na dose, que essa medida foi radical demais?“, indagou o então mediador Matinas Suzuki Jr.. “Não, não acho exagero“, rebateu Maluf. “Às vezes eu acho que o senhor tem prazer em proibir as coisas. Sabia? Ditar normas de comportamente pessoal, deixa a pessoa fumar“, disparou Nirlando Beirão, que, na ocasião, era editor-sênior da revista Playboy.

Paulo Maluf reagiu: “Tirando o fumar, que mais que foi proibido?“. “O negócio do cinto de segurança. Eu tenho que andar com aquilo me amarrando?“, devolveu Beirão. “Eu acho que aquilo salva a tua vida“, alfinetou o político. O debate sobre a proibição do cigarro em restaurantes voltou à pauta quando Maluf relatou queixas de garçons que enfrentaram por problemas respiratórios por atender fumantes, implicando em queixas contra os empregadores.

Isso poderia ser resolvido com garçons tabagistas servindo consumidores tabagistas; e garçons não tabagistas servindo não tabagistas“, sugeriu Suzuki. “Por exemplo, sentar num voo do lado de um fumante, que eu acho que são pessoas mais agradáveis, menos tensas, do que do lado de um não fumante. Isso é um direito meu“, insistiu. “Se proibiu fumar em restaurantes porque você se suicidar não lhe dá direito de assassinar o seu vizinho“, sentenciou Paulo Maluf.

Confira:

Duh SeccoDuh Secco
Duh Secco é  "telemaníaco" desde criancinha. Em 2014, criou o blog "Vivo no Viva", repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.
Veja mais ›