Ernani Moraes
Ernani Moraes será Oxente em Amor Sem Igual (Imagem: Blad Meneghel / Record)

Ernani Moraes está no elenco de Amor Sem Igual, nova novela da Record que estreia nesta-feira terça (10), às 20h30. Na substituta de Topíssima, o ator interpreta Antônio Oxente, um nordestino que controla a família da maneira bem tradicional. Moraes conversou com o RD1 e contou alguns detalhes do personagem e como faz para manter o sotaque durante as gravações.

“É difícil fazer sotaque, claro que é, mas eu tenho uma vantagem que eu sou paraibano. Meu e pai minha mãe também estão paraibanos, então eu tenho essa vivência, essa melodia, essa prosódia toda na minha cabeça. Para mim, ficou um pouco mais fácil fazer. Para mim seria mais difícil fazer um sulista devido ao sotaque de Porto Alegre, mas o sotaque nordestino é quase que natural para mim”, disse Ernani.

O ator ainda aproveitou para rasgar o verbo sobre temas que serão abordados na novela assinada por Cristianne Fridman. “Eu fiz três novelas bíblicas aqui na Record. Eu fiz Milagre de Jesus; Terra Prometida, em que contracenava com Josué, e fiz Jesus, que contracenava com Jesus, o filho de Deus. Então eu estava um pouco saturado de fazer os clássicos contracenando com Deus, com Jesus, com a mãe de Jesus, então para mim, deixar a Bíblia na gaveta, tirar a barba e fazer uma coisa contemporânea, acredite se quiser, eu falo muito em Deus fazendo o personagem contemporâneo do que fazendo novelas bíblicas”, disparou.

Em relação à temática da prostituição, que será pano de fundo na nova trama da Record, Ernani Moraes falou sobre a abordagem do assunto na TV aberta, em horário nobre. “A prostituição é algo corriqueiro, no Brasil, porque as pessoas precisam sobreviver. Você imagina chegar para uma jovem de 15 anos e oferecer para ela um emprego de doméstica para ela ganhar 400 pratas por mês e ela sabendo que com o corpo dela, pode tirar R$ 10 mil por mês. Chegar para o jovem e oferecer um trabalho de 400 pratas sendo que se ele vender droga na favela, poderá ganhar R$ 10 mil por mês. O que será que elas optariam?”, indagou o ator, causando polêmica.

Ernani Moraes ainda destacou a surpresa da Record, como emissora religiosa, abordar este tipo de assunto em sua trama. “O que surpreende é a Record, com uma igreja evangélica, tocar nesse tipo de tema. Eu acho que o grande pulo do gato que a Record tem no movimento evangélico é ter a coragem de tocar em assuntos como a prostituição, tocar em assunto com os filhos que têm educação, mas são desencaminhados”, refletiu.

“Eu faço o personagem que eu tenho três filhos homens e um desses três filhos se apaixona por uma prostituta. Teve educação, aprendeu com o pai presente, tem uma mãe presente. Muitas vezes você é educado, educa, e o cara dá errado. Em muitos casos você vê pais que não educam, mas os filhos dão certo. Então é para a gente tirar esse preconceito que a gente tem na cabeça de que o filho de vocês está fazendo besteira, não tem educação. Afinal, o cara tem educação e faz besteira”, salientou Ernani Moraes.

Você está ficando de fora...

Não perca nada!

Saiba tudo o que está em alta no Instagram dos Famosos.

SIGA AGORA