Esposa de Pyong Lee chora ao se defender de grave acusação de golpe

Pyong Lee
Sammy Lee e Pyong Lee falaram sobre golpe de sorteio nas redes sociais (Imagem: Reprodução / Instagram)

Sammy Lee, esposa de Pyong Lee, se tornou assunto nas últimas semanas após denúncias de ter dado golpe em seguidores. No Domingo Espetacular, da Record, exibido no último final de semana, a famosa se defendeu e chegou a chorar ao falar das acusações.

“Eu me emociono, fico mal porque eu não conhecia esse universo. Então é muito difícil para mim ler todas as matérias das pessoas me acusando, falando que eu fraudei um sorteio”, afirmou a influenciadora digital, que não segurou as lágrimas.

O ex-BBB Pyong Lee, então, afirmou que está havendo um escândalo envolvendo sorteios realizados por famosos nas redes sociais. “É uma fraude, qualquer pessoa pode modificar o nome e colocar o vencedor que quiser. É um escândalo“, disparou o hipnólogo.

“Todo o processo de fato, quando você enxerga, o buraco é lá embaixo. Tem várias brechas, vários problemas”, apontou o famoso, que passou a investigar a legislação federal sobre essas promoções no Instagram.

“Todos os influenciadores que estão fazendo sorteios são vítimas, porque nenhum deles sabe [dessas regras]. Até porque, nenhum dos influenciadores vai lá, carrega os comentários e os fraudam. Não, ninguém faz isso. Todos delegam e aí que está o erro“, completou Sammy Lee.

A influencer, cabe lembrar, promoveu um sorteio de um carro zero no Instagram e passou a ser investigada pela Secap (Secretaria de Avaliação de Políticas Públicas, Planejamento, Energia e Loteria), do Ministério da Economia. Ela foi denunciada por irregularidades por causa da ação com o veículo, anunciado em maio na rede social.

Quem tinha interesse no carro, um Renault Kwid, tinha que seguir outros 55 perfis parceiros, comentar na publicação oficial e, no final, um número da sorte seria dado ao internauta para o grande dia. A sequência numérica seria realizada pela Lotomania de 5 de junho.

Na época do anúncio, a promoção foi autorizada e certificada pela Secretaria do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), mas uma confusão envolvendo os organizadores alterou a data do evento, os parceiros e os números dos participantes. A ação começou no quarto mês do ano e só terminou no mês passado.

Segundo reportagem do Notícias da TV, Giselly Lauire, de 20 anos, foi até a 4ª Delegacia de Polícia de Joinville, Santa Catarina, e fez o B.O. Já Tayna Bertoglio, de 22 anos, foi além e entrou com um processo contra Sammy Lee. Ela pede R$ 50 mil: o carro, no valor de R$ 34.990,00, e R$ 15 mil por danos morais.

CONTINUE LENDO →

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.