Ex-âncora da Band solta o verbo contra empresário e chama RedeTV! de “lixo”

Fábio Pannunzio
Ex-âncora da Band, Fábio Pannunzio solta o verbo contra empresário e chama RedeTV! de “lixo”

Fábio Pannunzio não tem poupado as críticas para os famosos com posicionamentos a favor do presidente Jair Bolsonaro (PSL). O alvo da vez do ex-âncora da Band foi um dos sócios da RedeTV!, Marcelo de Carvalho.

Em seu Twitter, o jornalista rebateu uma declaração do empresário, que rasgou elogios ao empresário Luciano Hang, após ele ter decidido interromper as campanhas publicitárias das Lojas Havan na programação da Globo.

O executivo da RedeTV! escreveu: “Comunicado corajoso do Luciano Hang, dono da Havan e um dos empresários mais bem sucedidos do pais. Não creio que muitos façam o mesmo, afinal cada um anuncia onde quiser”.

“Mas em prol de um novo Brasil faço um apelo para os empresários, donos ou CEOS de empresas anunciantes, que fazem publicidade de seus produtos ou serviços: Verifiquem atentamente seus planos de mídia. Pois a maioria das 100 maiores empresas anunciantes está alocando 80,90 ou até 100% de suas verbas publicitárias na Globo, que tem 35% de audiência”, completou Marcelo de Carvalho.

Fábio Pannunzio, então, disparou contra o diretor e chamou a emissora de “lixo”. “Sabe por que, @MarceloCRedeTV? Porque a programação da sua rede é um lixo. Porque você é um empresário bolsomínion que drena a credibilidade do seu jornalismo”, começou ele.

“Porque anunciantes vão atrás de qualidade. Ninguém compra lixo publicitário porque lixo publicitário não promove vendas”, completou o jornalista.

Ex-Band, Fábio Pannunzio detonou Luciano Hang

Fábio Pannunzio não poupou críticas contra o empresário Luciano Hang e sua decisão contra a Globo de interromper as campanhas publicitárias das Lojas Havan na programação nacional do canal.

O ex-Band deixou claro o seu repúdio ao empresário famoso, conhecido por apoiar cegamente o governo e o presidente da República Jair Bolsonaro (PSL).

“O texto da nota do Véio da Havan é chulo do estilo à gramática”, alfinetou o jornalista, que deu um exemplo usando um trecho da declaração. “Repare na frase que abre o segundo parágrafo: ‘Enquanto esses programas irem contra…’”.

Para ele, a decisão de Luciano foi uma grande estupidez. “O fim das campanhas vai impactar mais as vendas da Havan do que o faturamento da Globo”, apostou.

A jogada de marketing do empresário, conhecido na web como o “Véio da Havan”, não foi radical como muitos esperavam. A propaganda na programação nacional para, mas as campanhas nas afiliadas da Globo continuam.