Ex de Tom Veiga desabafa após acusações de agressão e envenenamento

Tom Veiga
Cybelle Hermínio, ex-esposa de Tom Veiga, garantiu que não agrediu o ator (Imagem: Reprodução / Jornal Extra)

Cybelle Hermínio, última esposa de Tom Veiga, abriu o coração para falar sobre as acusações que está sofrendo de ter agredido e ainda envenenado o ator. As agressões teriam levado à separação do casal e e o envenenamento teria resultado na morte do intérprete de Louro José.

“Não tem pergunta difícil para quem tem a verdade consigo. Estou fazendo isso para vocês me conhecerem, saberem da minha verdade sem a influência de TV, sem sensacionalismo, sem edição”, disse a ex do artista ao abrir uma caixa de perguntas no Instagram.

“Eu fui escrachada. Mas respeitei meu tempo e fiz o que achava certo. Não quis compactuar com o circo que estava acontecendo”, completou.

Após a coluna de Leo Dias, do Metrópoles, revelar que a família de Tom estaria pensando em exumar o corpo por causa das suspeitas de envenenamento, Cybelle afirmou: “Pelas acusações que eu sofri, sou à favor. Vamos descobrir a verdade. Isso é importante. Eu quero saber quem me acusa, porque a família disse que nunca acusou de envenenamento”.

Sobre a briga que resultou no fim do casamento com o famoso, a loira revelou que se surpreendeu com a decisão do ex: “Ele era uma pessoa que não sabia pedir desculpas. Tinha que partir de mim. E eu ainda não estava com cabeça para conversar. Então, ele fez uma malinha e saiu de casa no sábado. Na segunda-feira, recebi uma ligação da advogada falando que o Tom queria o divórcio”.

“Fiquei assustada, comecei a chorar desesperadamente. Liguei para ele, que não atendeu. Ele respondeu que, quando voltasse para casa, não queria que eu estivesse. Me pediu um tempo e disse que ia me procurar para conversar. Eu respeitei. Ele era muito orgulhoso e sempre era eu que tinha que resolver as pequenas coisas de casal. Mas dessa vez eu quis que partisse dele, para eu me sentir importante também”, explicou.

Por outro lado, Hermínio negou que tenha agredido Veiga: “É claro que todo mundo ficou perplexo com aqueles áudios. Mas ninguém se atentou a ouvir o outro lado. Só porque ele era famoso e morreu quer dizer que era verdade? Uma pessoa que foi agredida como ele falou deveria estar com o corpo marcado. Cadê as fotos?”.

“Eu tinha condições de agredir alguém? Tirei um nódulo do seio, troquei as próteses de silicone, fiz lipoaspiração, refiz a cicatriz da minha cesárea. Não existiu agressão”, garantiu ela. “Um homem com recursos para contratar bons profissionais poderia ter se protegido se as agressões fossem constantes. Eu tenho vídeos e fotos de dias antes… A nossa relação era maravilhosa”, afirmou ela.

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›