Ex-morador de rua do DF já foi preso por sequestro, extorsão e falsificação

Ex-morador de rua
Ex-morador de rua se tornou sucesso nas redes sociais (Imagem: Reprodução)

Famoso nas redes sociais após ser flagrado tendo relações sexuais com uma mulher casada no meio da rua, Givaldo Alves, o ex-morador de rua, teve seu passado revelado.

Segundo Leo Dias, o rapaz já foi preso por oito anos após furto qualificado e extorsão mediante sequestro. Os crimes aconteceram em 2001 e 2004, respectivamente.

Givaldo, no primeiro crime, contou com a ajuda de uma ou mais pessoas para furtar os bens de uma vítima, utilizando uma chave falsa. Em 2004, ele teria invadido uma casa com outras pessoas, todos armados, sequestrando uma mulher e exigindo o resgate dela.

Veja Também

O ex-morador de rua foi o responsável por buscar o valor em troca da liberdade da vítima, sendo preso em flagrante. Givaldo, então, foi condenado a 17 anos de reclusão em regime fechado.

Na época, ele ainda foi condenado por outro furto de 2001, acrescentando mais dois anos de prisão, em regime inicial aberto, ao total. Em 2013, ao pedir revisão da pena, conseguiu e foi liberado.

Outro detalhe que chamou atenção em relação ao passado do mais novo famoso da internet foi o fato de constar três RGs diferentes para ele, além do mais recente, o qual consta seu nascimento em Pilão Arcado, na Bahia.

Record abre o jogo após ex-morador de rua ser cotado para A Fazenda 2022

A Record se manifestou por meio do diretor Rodrigo Carelli sobre a suposta contratação de Givaldo Alves, ex-morador de rua que ganhou fama depois de um escândalo sexual com a esposa de um personal trainer de Brasília, para o elenco de A Fazenda 2022.

O chefão do departamento de realities da emissora do bispo Edir Macedo negou a possibilidade. “Para deixar bem claro a todos. Nós não chamamos, nem chamaremos o Givaldo para participar da próxima temporada da Fazenda”, escreveu no Twitter.

Nos comentários, o público agradeceu pelo esclarecimento. “Que bom porque a torcida do Arthur [Aguiar] ia correndo adotar”, disparou um. “Agora sim. É sobre isso. Obrigado pela transparência”, afirmou outro.

“Nem a Record seria tão baixa”, alfinetou um terceiro. “Espero que esteja sendo sincero… Seria péssimo a participação desse camarada no programa que aprendi a gostar”, expôs mais um.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›