As Vilãs que Amamos
Susana Vieira (Branca) em “Por Amor” e Renata Sorrah (Nazaré) em “Senhora do Destino”; destaques de “As Vilãs que Amamos”, série do Canal Viva (Imagens: Divulgação / Globo)

O Canal Viva estreia no próximo sábado (22), às 19h, a série documental “As Vilãs que Amamos”. Toda semana, o especial contará com uma grande atriz brasileira, famosa por uma ou mais malvadas da ficção, falando sobre a importância e a construção destas figuras tão fundamentais em nossas novelas. A série é capitaneada por Hermes Frederico, também responsável por “Damas da TV” (2013), “Grandes Atores” (2015) e “Donos da História” (2017).

Este blog do RD1 obteve, com exclusividade, a lista de episódios da nova produção. É bom deixar claro, porém, que a ordem de exibição está sujeita a alterações. Para começar, neste sábado, um especial com todas as convidadas do programa, estabelecendo um contraponto entre as mocinhas e as vilãs dos folhetins. Ainda, um bate-papo com a primeira maléfica das novelas diárias – Arlete Montenegro, a Belinha de “Ambição” (Excelsior, 1964).

Para as próximas semanas, estão previstos os episódios estrelados por Lilia Cabral (dia 29), a Marta de “Páginas da Vida” (2006), e sua árdua trajetória até adquirir o status de protagonista; Susana Vieira (6 de julho), e o fascínio pela maldade de tipos como Branca Letícia de Barros Mota, de “Por Amor” (1997), além do convívio com jovens atrizes, também intérpretes de malvadas.

Em seguida é a vez de Claudia Abreu (13 de julho), a invejosa Laura, de “Celebridade” (2003), ressaltando a necessidade de uma heroína forte o suficiente para servir de contraponto à bandida. E na sequência, Eva Wilma (20 de julho), celebrando 65 anos de carreira e salientando a necessidade de humor na construção de vilãs, como fez com a Altiva de “A Indomada” (1997).

Nas semanas seguintes, “As Vilãs que Amamos” deverá trazer, nesta ordem, Nathalia Timberg, Cássia Kis, Marieta Severo, Lea Garcia, Laura Cardoso, Joana Fomm, Gloria Menezes, Renata Sorrah, Gloria Pires e Adriana Esteves. Fernanda Montenegro, a icônica Bia Falcão de “Belíssima”, deve encerrar a série, fazendo uma analogia entre as vilanias da ficção e as da “vida real”.

🔔Boletim RD1 | Notícias dos Famosos