Se Eu Fechar Os Olhos Agora
Produção de época, figurinos de “Se Eu Fechar Os Olhos Agora” mesclam produções originais e de brechó (Imagem: Divulgação / Globo)

O saguão do Centro Cultural Banco do Brasil, no Rio de Janeiro, se vestiu com o clima de época, dos anos 1960, na última terça-feira (26), para receber o evento de lançamento de “Se Eu Fechar os Olhos Agora”, que estreia no dia 15 de abril na Globo.

Espalhadas pelo ambiente, fotos das gravações compunham a decoração do local e colaborava com o clima que dá o tom de alguns dos momentos mais marcantes da minissérie inspirada no livro de Edney Silvestre.

Os convidados assistiram, com exclusividade, ao primeiro episódio da minissérie. Antes da exibição, o autor Ricardo Linhares e o diretor Carlos Manga Jr falaram sobre a realização do projeto. “O que me pegou no livro foi a amizade de Paulo e Eduardo. A história começa mais leve, mais inocente, e vai se tornando mais densa a partir do desenrolar da história. O tempo todo, escrevi com muita emoção, acreditando naquilo e achando muito bonita a trajetória daqueles personagens”, revelou Linhares. “Foi uma obra feita com muito suor e  muito amor.  Agora estamos ansiosos para saber o que o público que vai assistir na TV vai achar”, confessou o diretor.

O elenco contou sobre a expectativa para a estreia, já que as gravações se encerraram há mais de um ano. “É gostoso ver um trabalho que a gente finalizou há algum tempo ir ao ar agora porque traz de volta as boas lembranças das gravações”, afirmou Débora Falabella. “Ela precisa se colocar na sociedade ao lado do marido, mas o casal vive de aparências. Eles tentam mostrar uma imagem perfeita, de uma família modelo, e escondem suas frustrações – e alguns outros segredos”, completou a intérprete da primeira-dama Isabel.

“Se Eu Fechar Os Olhos Agora” é narrada através das memórias de Paulo (João Gabriel D’Aleluia/Milton Gonçalves). Com ele, voltamos ao início dos anos 1960 e viajamos até a fictícia São Miguel, no interior do estado do Rio de Janeiro. Durante uma escapada da escola, Paulo e Eduardo (Xande Valois) encontram o corpo da jovem Anita (Thainá Duarte) à margem de um lago. O mistério em torno da morte da moça é apenas o fio condutor da história, em que ninguém é exatamente o que aparenta. A trama será marcada por outros crimes.

No elenco estão nomes como Antonio Fagundes, Jonas Bloch, Betty Faria, Antônio Grassi, Enzo Romani, Lidi Lisboa, Vitor Thiré, Gabriel Falcão, Marcela Fetter, entre outros. A minissérie estreia na Globo no dia 15 de abril, logo após “O Sétimo Guardião”.

Globo anuncia estreias de abril; confira calendário completo

A Globo lançou, na noite desta terça-feira (26), durante o intervalo de “O Sétimo Guardião”, uma chamada com as novidades de sua programação. Dentre novelas, séries e novas temporadas de programas já consagrados, destaque para “Órfãos da Terra”, próximo folhetim das 18h, escrito por Duca Rachid e Thelma Guedes; “Se Eu Fechar os Olhos Agora”, minissérie de Ricardo Linhares; a nova fase de “Malhação”, “Toda Forma de Amar”; o Campeonato Brasileiro; e a reprise de “Por Amor” (1997), em “Vale a Pena Ver de Novo”.

As novidades começam no dia 1º de abril, com a série “Viver do Riso”, apresentada por Ingrid Guimarães e exibida originalmente no Canal Viva. A atração, reeditada – com acréscimo de imagens de arquivo – contará com cinco episódios, exibidos logo após o “Jornal da Globo”; dentre os programas, uma homenagem ao mestre Chico Anysio. Na terça-feira, 2 de abril, o lançamento de “Órfãos da Terra”. Em cena, o casal Laila (Julia Dalavia) e Jamil (Renato Góes): ela, uma refugiada; ele, empregado do poderoso sheik Aziz (Herson Capri), que tomou Laila, à força, como uma de suas esposas.

O “Conversa com Bial” retorna na segunda-feira seguinte, dia 9. Pedro Bial seguirá com entrevistas mundo afora, em busca de gente que se destaca nas mais diferentes áreas. O “Festival Zorra”, que terá esquetes inéditos, além dos melhores momentos das temporadas anteriores, também tem início no dia 9, antecedendo o “Jornal da Globo”, como aquecimento para a nova fase do humorístico, no ar a partir de sábado, 13 – com o ingresso no elenco de Castorine, Evaldo Macarrão, Luisa Périssé e Paulo Vieira, ex-“Programa do Porchat”, na Record.

Na segunda-feira, 15, o primeiro capítulo da minissérie “Se Eu Fechar os Olhos Agora”. A produção, baseada no livro de Edney Silvestre, vai ao ar às segundas, terças, quintas e sextas. Os 10 episódios contemplam o mistério acerca da morte de Anita (Thainá Duarte) à margem de um lago; no elenco, Antonio Fagundes, Débora Falabella, Gabriel Braga Nunes, Mariana Ximenes, Milton Gonçalves e Murilo Benício, dentre outros. Na terça-feira, 16, “Malhação – Toda Forma de Amar”, centrada no drama da adolescente Rita (Alanis Guillen), buscando restituir a guarda da filha.

Na mesma terça, depois de “Se Eu Fechar os Olhos Agora”, a segunda temporada de “Carcereiros”. Desta vez, o agente penitenciário Adriano (Rodrigo Lombardi) se entrega à paixão avassaladora por Erika (Letícia Sabatella), presa por matar seu antigo companheiro. Na quarta-feira, 17, é a vez do “Profissão Repórter”, com Caco Barcellos, logo após o Futebol 2019. O jornalístico segue acompanhando o percurso de trabalho, as conquistas e os percalços enfrentados por quem apura as mais diferentes histórias: o repórter.

Livre do BBB 2019, Tiago Leifert volta à telinha no dia 20, depois do “Altas Horas”, para mais um ano do “Zero1”, dedicado aos fãs de games, cultura geek, universo pop e e-sports. No domingo, 21, é a vez do “Tamanho Família”, de Márcio Garcia. Os participantes – Fabio Porchat, Joelma, Leticia Colin e Lucas Lucco, dentre outros – agora traçam suas estratégias a cada brincadeira, escolhendo quantos pontos vão investir em cada etapa, aumentando as chances de surpresa até o fim de cada programa; o cenário também está diferente e coloca as duas famílias lado a lado.

No domingo seguinte, 28, tem início o Campeonato Brasileiro. E na segunda, 29, “Por Amor” volta ao “Vale a Pena Ver de Novo”. A novela de Manoel Carlos, com uma bem-sucedida passagem pela sessão em 2002, além de duas exibições no Canal Viva, dividirá espaço com os cinco últimos capítulos de “Cordel Encantado” (2011), que elevou os índices da faixa.

Para maio, dia 2, uma quinta-feira, a terceira temporada de “Sob Pressão”, antes no ar às terças. Após o fechamento do hospital Luiz Carlos Macedo, o casal Carolina (Marjorie Estiano) e Evandro (Julio Andrade) migra para a instituição religiosa onde Décio (Bruno Garcia) atua, sempre próximo à irmã Graça (Joana Fomm, de volta à Globo após passagem, breve, pela Record). Na sexta-feira, 3, após o “Globo Repórter”, a estreia de “Assédio”, já disponível no Globoplay, na TV aberta. A série remonta as ações criminosas do médico Roger Abdelmassih, acusado de violência sexual.

Por fim, o aguardado lançamento de “Cine Holliúdy”, logo após “O Sétimo Guardião”. A produção resgata o humor regional por meio de Francisgleydisson (Edmilson Filho), que luta para manter viva a arte do cinema no interior do Ceará depois que um aparelho de televisão chega à cidade – iniciativa do prefeito Olegário (Matheus Nachtergaele) para atender as vontades da primeira-dama, Socorro (Heloísa Périssé).

 

Recomendados para Você:

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Esta opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!