FAB revela erros dos pilotos e condição adversa na morte de Gabriel Diniz

Gabrel Diniz
Gabriel Diniz morreu após acidente de aeronave em maio do ano passado (Imagem: Divulgação)

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), da FAB, divulgou nesta quinta-feira (29) um relatório sobre a queda da aeronave que transportava Gabriel Diniz, de 28 anos, em maio de 2019.

De acordo com o site G1, os dados apontaram que condições meteorológicas adversas, atitude e indisciplina de voo do piloto levaram à queda de aeronave. No acidente, além do famoso, morreram também os pilotos Linaldo Xavier e Abraão Farias.

O Cenipa informou que os profissionais tomaram atitudes consideradas erradas durante a operação da aeronave Piper Cherokee PT-KLO. De acordo com o relatório, o piloto não avaliou adequadamente os parâmetros para a operação da aeronave com a decisão do prosseguimento do voo em condições meteorológicas desfavoráveis.

O documento ainda disse que a aeronave, que foi construída em 1974, não estava equipada com radar meteorológico e não era certificada para voar sob Regras de Voo por Instrumentos (IFR).

A investigação da FAB entendeu que “não considerar os procedimentos previstos para se manter em condições de voo visuais concorreu para a exposição da aeronave a elevado risco de acidente” contribuiu para o acidente que levou à morte de Gabriel Diniz.

CONTINUE LENDO →

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com