Fabiula Nascimento e Emilio Dantas fazem festinha para celebrar 5 meses dos filhos

Fabiula Nascimento
Fabiula Nascimento e Emilio Dantas são pais de Roque e Raul (Imagem: Reprodução / Instagram)

Para comemorar os 5 meses de Roque e Raul, Fabiula Nascimento e Emilio Dantas fizeram uma festinha especial.

No Instagram, a atriz postou fotos dos meninos sorridentes na mesa com bolo e docinhos.

“5 meses de revolução . 5 meses de intimidade e construção. 5 meses de entrega total. 5 meses de uma vida toda“, iniciou Nascimento, que completou:

Veja Também

“Te amo, Emílio Dantas, sem você nada, nada teria sentido. Coisiquinhas lindas que a gente fez”.

Nos comentários, famosos e fãs reagiram. “Quero muito agarrar vocês“, disse Nanda Costa. “Que amor. Viva”, celebrou Yanna Lavigne. “Ahhh, são lindos demais”, elogiou uma seguidora. “Que fofura. Feliz vida“, desejou outra.

Fabiula Nascimento fala sobre desafios da maternidade

Em recente entrevista ao Universa, a atriz pontuou:

“Não quero fazer parecer que a maternidade é um mar de rosas, porque não é. Estou começando agora essa nova carreira, esse papel de mãe. Estou descobrindo as curvas dessa história”.

“É um amor construído, não é um amor absoluto, de você sair [da maternidade] amando. Você vai amando com a convivência. É nisso que eu acredito. O amor é convivência”, pontuou.

Em seguida, a artista ainda recordou situações delicadas que viveu depois do parto. “Ninguém fala, mas, por causa da pressão sanguínea, é muito comum ter hemorroida na gestação. Meus 15 dias de pós-parto foram muito difíceis, porque a recuperação de cesárea é absurda”.

“Minha cicatriz fez uma ceroma, abriu e vazava. Tive uma pré-eclampsia tardia e minha pressão explodiu. Perdi muito sangue, porque foram dois bebês. Passamos a primeira noite sozinhos na volta para casa, pois a pessoa que me ajuda estava com covid. Foi enlouquecedor”, detalhou.

“Quando eles nasceram, pensei: ‘E agora? Tenho que amá-los. Como vai ser?’. Olhava e falava: ‘Não posso deixar morrer. Tenho que alimentar e cuidar’. Eles são muito frágeis, e a gente vai se conectar em algum momento”, pontuou.

“Já existe uma conexão física. Senti na sua barriga, estava tudo perfeito, e um dia você vê uma linguinha para fora e fica completamente apaixonada. Não tem nada mais belo do que você ver a evolução de um ser humano. Nessa evolução a gente vai se amando“, declarou.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Carol Bittencourt
Brasileira vivendo em Portugal, Caroline Bittencourt é jornalista, pós-graduada em Comunicação e Design Digital. Atua como redatora e produtora de conteúdo para as redes sociais. Colabora com o RD1 desde 2018. Ama viajar, seja chegando em um novo destino ou em frente à TV assistindo uma boa série.
Veja mais ›