Fátima Bernardes
Túlio Gadêlha, namorado de Fátima Bernardes, está entre os pré-candidatos à prefeitura de Recife (Imagem: Reprodução / Instagram)

Fátima Bernardes pode se tornar a primeira-dama de Recife nas eleições municipais do ano que vem. O seu namorado, o deputado federal Túlio Gadêlha, está entre os pré-candidatos à prefeitura da cidade.

O PSB, partido que governa Pernambuco, com Paulo Câmara, e Recife, com Geraldo Júlio, deve confirmar nos próximos dias a candidatura do deputado federal João Campos, filho de Eduardo Campos.

Túlio Gadêlha, pelo PDT, e Marília Arraes, neta de Miguel Arraes, pelo PT, serão os nomes da esquerda na disputa. Pela oposição, o Cidadania deve lançar o deputado federal Daniel Coelho, líder do partido na Câmara.

O DEM escalou Mendonça Filho. Silvio Costa Filho, do PRB, pode concorrer à prefeitura. A lista continua com André Ferreira, do PSC, e André de Paula, do PSD. As informações são do site O Antagonista.

O partido Novo deve entrar na disputa com Charbel, candidato a deputado federal nas últimas eleições. Ainda de acordo com a reportagem, o partido do presidente Jair Bolsonaro, o PSL, não anunciou a sua entrada na concorrida prefeitura de Recife.

Nas eleições de 2018, quando prosperou nas urnas, Túlio Gadêlha foi o 19ª deputado federal pernambucano mais votado, com quase 76 mil votos.

Fátima Bernardes fala pela primeira vez após entrevistar pais da menina Ágatha

Fátima Bernardes abriu o jogo e revelou o que sentiu durante a entrevista emocionante que fez com os pais da menina Ágatha na última terça-feira (24), morta após uma “bala perdida” atingir suas costas, dentro de uma van, no Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro.

“Certamente, uma das entrevistas mais difíceis que já fiz”, definiu a apresentadora. “Ouvir o relato de pais desesperados com a perda da única filha é muito doloroso. Mas nunca vou me furtar de abrir espaço para quem tanto precisa de voz”, salientou.

Fátima mandou um recado para os críticos que questionaram a entrevista feita ao vivo. Muitos não gostaram como a global conduziu a conversa com os pais de Ágatha: “É um choque de realidade que incomoda muita gente”.

“Só que não ouvir essas pessoas, não sentir com elas essa dor sem tamanho, não saber do sofrimento tão intenso, não faz com que essas tragédias desapareçam das nossas vidas”, refletiu.

A famosa continuou: “Precisamos de coragem, a mesma coragem dos pais da Ágatha de se expor para cobrar por justiça, para seguirmos em frente. Obrigada, Vanessa e Adegilson, por acharem que eu seria a pessoa indicada para o desabafo de vocês”.

🔔Boletim RD1 | Notícias dos Famosos