Felipe Neto chama Bolsonaro de “genocida” em evento internacional

Felipe Neto
Felipe Neto ataca Jair Bolsonaro em evento internacional (Imagem: Reprodução – YouTube – SBT / Montagem – RD1)

Maior opositor do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na internet, Felipe Neto voltou a falar sobre o trabalho do atual governo no enfrentamento da pandemia do coronavírus. Em participação no encontro internacional Global Scholars Symposium, ele chamou o político de “genocida”.

O encontro virtual, organizado pelas universidades de Cambridge e Oxford, foi mais um momento onde o youtuber expôs sua opinião sobre a gravidade da crise sanitária no país. “Temos um presidente genocida, um presidente cujo guru oficial é um cara que acredita que a Terra poderia ser plana”, disse ele, em inglês, sobre Osmar Terra.

Felipe Neto citou no evento as falas do presidente contra o isolamento social e o uso de máscara contra a Covid-19. “Ele muda a narrativa o tempo todo para que as pessoas acreditem que ele está lutando pela liberdade. Ele é apenas um genocida”, atacou.

“Se pudesse, já teria derrubado o Congresso Nacional. Isso é muito claro. Estamos enfrentando uma posição muito perigosa no Brasil”, apontou ele. Com milhões de seguidores na internet, o ativista revelou que aproveita da sua posição para dar “algum sinal de alerta às pessoas”.

Neto ressaltou que “Bolsonaro explora todas as fraquezas das mídias sociais para apresentar” um pensamento radical. “Ele conseguiu números incríveis ao fazer isso. Nós podemos ser otimistas, mas também precisamos lutar muito”, destacou.

Nesta semana, Jair Bolsonaro confirmou as falas de Felipe Neto contra o governo com uma posição polêmica e anticiência sobre o uso de máscara contra a Covid-19.

“Acabei de conversar com um tal de Queiroga — não sei se vocês sabem quem é —, nosso ministro da Saúde. Ele vai ultimar um parecer visando a desobrigar o uso de máscara por parte daqueles que estejam vacinados ou que já foram contaminados. Para tirar esse símbolo, que obviamente tem a sua utilidade para quem está infectado”, disse em evento no Palácio do Planalto.

“Eu falei com o Queiroga agora. Não impus nada a ele. Se bem que também tenho que dar minhas piruadas aí, no bom sentido”, provocou. “Está servindo para multar gente, pessoal. Está servindo para multar. Eu fui ameaçado agora de multa em São Paulo”, alegou o presidente.

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email [email protected].
Veja mais ›