Felipe Prior diz que é inocente em caso de estupro e ataca programa de Luiz Bacci

Felipe Prior
Felipe Prior concede entrevista e desabafa sobre a imprensa (Imagem: Reprodução / Globo)

Felipe Prior deu sua primeira entrevista meses após sua saída do BBB 2020, a acusação de estupro por três mulheres e a repercussão do processo na imprensa. O ex-BBB reclamou de Luiz Bacci, apresentador do Cidade Alerta, e lamentou a falta de trabalho por causa da polêmica.

Em entrevista ao jornalista Maurício Stycer, do Splash, o empresário soltou o verbo contra o policialesco da Record. “Do nada, tô na minha casa, tem uma aeronave sobrevoando. Em vez do helicóptero da emissora [Record] estar resgatando gente [por causa da pandemia], estava sobrevoando a minha casa, a minha pizzaria, onde eu tenho sócios”, contou.

“E ligando no celular da minha família toda, perguntando: ‘O Felipe não vai falar nada?’. Meio que dizendo: se ele não falar, ele fez isso. Minha mãe chorando, meu pai chorando, porque não sabiam o que fazer”, recordou Prior.

O ex-brother afirmou que o helicóptero da emissora parou em sua janela e ele foi obrigado a se esconder. “Como se tivesse um ladrão dentro da casa, roubando a casa. Parecia que eu estava sequestrando alguém dentro da minha casa e que era o ladrão”, disse.

“Pelo amor de Deus, isso não se faz com ninguém. Por audiência? Ah, me poupe”, reclamou. “Tudo tem um limite. Não vou nem falar o nome do apresentador. Não vou dar moral para ele. Mas o que ele fez não se faz com ninguém”, acusou.

Felipe falou sobre o processo, mas não entrou em detalhes por questões judiciais. “Estou há um ano já vivendo com isso. Só eu sei o que a minha família está passando. Mas eu não vou me vitimizar nunca”, garantiu. “Porém, sim, eu vou falar o que eu estou perdendo com tudo isso”, completou.

O famoso considerou que o seu nível de trabalho poderia ser melhor caso não estivesse envolvido na acusação de estupro. “Hoje estou me capitalizando com pequenas marcas de bairro. Com os números que eu tenho, não era para trabalhar com marca de bairro. É nítido isso”, avaliou.

Prior admitiu o seu medo em perder credibilidade por causa da polêmica. “Tem mulheres todo dia que sofrem estupro. E é um assunto sério. Mas meu medo é: tudo isso que está acontecendo com pessoas públicas, como eu e outras pessoas que realmente não aconteceram, que vai ser provado como eu… Meu medo é começar a ter menos credibilidade”, considerou.

Paulo CarvalhoPaulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email [email protected].
Veja mais ›