Figurinistas da Globo revelam detalhes da produção do The Masked Singer

The Masked Singer
Renata Ceribelli é descoberta no The Masked Singer; figurinos do programa da Globo chamam a atenção (Imagem: Kelly Fuzaro / Globo)

O The Masked Singer se tornou um verdadeiro fenômeno dentro e fora da telinha. Exibido na Globo nas noites de terça-feira, a atração virou motivo de discussões entre os telespectadores em razão dos figurinos escolhidos para cada artista mascarado.

Marco Lima e Fábio Namatame, figurinistas do reality show, conversaram com o jornal O Globo e revelaram detalhes do trabalho. “De início, a gente não sabia quais eram as pessoas que iam vestir as fantasias. Depois, tivemos que adaptar os cortes. O Dogão [Sidney Magal], por exemplo, era mais alto do que a gente tinha pensado, então, tivemos que aumentar a altura da fantasia”, explicou Marco.

“A do Unicórnio tivemos que cortar a calça, porque tínhamos pensado em uma estatura diferente. Tivemos várias sugestões da direção de arte e algumas ideias nossas. Fomos norteando com a brasilidade que a gente queria dar para as fantasias”, esclareceu.

Fábio completou: “Os artistas não participaram da criação dos figurinos. Todos já estavam designados e depois só adaptamos para os corpos deles. Nos inspiramos em temas brasileiros e em coisas icônicas e fomos selecionando em torno disso até acharmos esses 12 que mais encantaram a todos”.

Segundo ele, o trabalho para a Gata Espelhada “é quase uma arquitetura para montar os espelhos. A manutenção também foi mais difícil”. Sobre o Monstro, Marco disse que “era uma fantasia difícil porque ele tinha muito pouco movimento”. A fabricação demorou de dez a quinze dias.

“Fizemos ajustes de campo, de visão, peso… Para adaptar melhor no corpo e na cabeça do artista. Mas mudar algo completamente, não, porque os participantes já sabiam de todas as limitações que as fantasias poderiam proporcionar. Eles vieram todos muito abertos a isso e se adaptaram”, destacou Namatame.

O Brigadeiro, papel de Renata Ceribelli, foi bastante complicado. “A fantasia exigiu um cálculo para deixar tudo equilibrado: o tamanho das pernas em relação ao reto da fantasia, para não ficar desproporcional. Cada um deu o seu melhor”, avaliou Marco Lima.

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›