Tela Quente
Lupita Nyong’o e Madina Nalwanga em Rainha de Katwe; filme levanta audiência da Tela Quente (Imagem: Reprodução / IMDB)

Filmes inspiradores estão fazendo a alegria da Globo. Após Uma Família de Dois (2016) no Festival Ano Novo, Rainha de Katwe (2016) rendeu a maior audiência da Tela Quente desde outubro do ano passado. O longa-metragem acompanha a trajetória de Phiona Mutesi (Madina Nalwanga), xadrezista ugandesa que driblou todas as circunstâncias adversas e tornou-se candidata a mestre na Olimpíada de Xadrez.

Conforme dados aferidos na Grande São Paulo nesta segunda-feira (20), Rainha de Katwe registrou 23,9 pontos para a Tela Quente. Trata-se do melhor índice da sessão desde os 25,5 de Baywatch – SOS Malibu (2017). E o segundo maior número da Globo em se tratando de filmes, na faixa pós-novela das 21h, neste 2020, atrás apenas de Uma Família de Dois, com 24,1 de média em 3 de janeiro.

A segunda na Globo contou ainda com os 8,6 do Bom Dia São Paulo e os 8,9 do Bom Dia Brasil. Os retornos de Ana Maria Braga e Fátima Bernardes ao Mais Você e ao Encontro não impulsionaram a audiência dos matutinos: 6,5 e 6,9 pontos, respectivamente.

No início do período vespertino, 11,1 com SP1 e Globo Esporte SP e 10,6 para o Jornal Hoje. O Se Joga empurrou os índices da emissora para baixo. Foram 8,2 pontos para a atração de Fernanda Gentil, Fabiana Karla e Érico Brás. Com Os Smurfs (2011), a Sessão da Tarde elevou os números para 12,8.

No horário nobre, 25,5 do SP2 e 31,9 para o Jornal Nacional. Após a Tela Quente, o Jornal da Globo alcançou 11,4 de média. A série Agentes da Shield atingiu 7,2. O Corujão marcou 5 pontos com Gabriel – A Vingança de um Anjo (2007). Por fim, 5,4 do Hora Um.

Você está ficando de fora...

Não perca nada!

Saiba tudo o que está em alta no Instagram dos Famosos.

SIGA AGORA