Fora da Globo, José de Abreu revela contratos com empresas internacionais

José de Abreu
José de Abreu já tem projetos para sua carreira internacional (Imagem: Divulgação / Globo)

José de Abreu está no ar em Um Lugar ao Sol, mas já não possui contrato fixo com a Globo. Por isso, o famoso já definiu alguns trabalhos fora da emissora carioca. Em rede social, o artista contou que fechou parcerias com streamings estrangeiros.

“Acabo de sair de uma reunião online com a direção da Globo. Eles têm preferência. Como não estou escalado para as duas próximas novelas das 21h, estou liberado para assinar contratos com streaming: um com uma produtora de Portugal e outro com uma player dos EUA, que vai até 2023”, contou ele em seu Twitter.

Desde que finalizou as gravações do folhetim das 21h, Zé de Abreu passou a morar com a noiva, Carol Junger, em Portugal e está escalado para uma série portuguesa. Ele vai interpretar um papel em Os Esquecidos, que é ambientada no Timor Leste.

Em 2020, o famoso revelou que deixou a Globo após 40 anos e garantiu que começaria a fazer trabalhos internacionais. Na época, a emissora se pronunciou sobre a decisão.

“O contrato do ator José de Abreu não foi renovado, em decisão tomada em comum acordo entre as partes. Mas nada impede que no futuro o ator seja escalado para uma nova obra. O que mudou foi a relação de trabalho, que deixa de ser de prazo longo para a ser de obra certa, a fim de atender de forma racional ao nosso permanente fluxo de produções”, disse o comunicado, na ocasião.

A primeira novela do ator na emissora foi As Três Marias, de 1980. Antes de Um Lugar ao Sol, ele foi Otávio Guedes, em A Dona do Pedaço (2019).

José de Abreu fez planos para a política, mas desistiu

Petista histórico, recentemente, ele revelou que não vai mais sair como candidato em 2022. O ator contou que a sua nova decisão tem relação com a sua família.

Amigo do ex-presidente Lula (PT), o famoso estava com planos de se lançar a deputado federal pelo PT, mas voltou atrás por causa dos possíveis impactos que seus filhos iriam sofrer.

“Fiquei muito deprimido após tomar essa decisão. Mas em reunião com meus filhos entendi que não podia fazer isso com a família, todos ficariam expostos politicamente e as empresas tem compliance muito rígido sobre isso”, disse ele ao jornal O Globo.

O famoso fez referência ao fato de que, caso eleito se tornaria uma “pessoa exposta politicamente” (PEP), norma legislativa que define agentes públicos. Com isso, ele criaria barreiras para futuros contratos de trabalho para si mesmo e para os filhos.

Gostou do conteúdo? Siga @rd1oficial no Instagram e RD1.com.br no Facebook para acompanhar as últimas notícias dos famosos.

MAIS LIDAS

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser encontrado através do email [email protected]
Veja mais ›