Funcionários da Jovem Pan denunciam chefes por exploração no trabalho

Jovem Pan
Funcionários da Jovem Pan acusam chefes de exploração no trabalho (Imagem: Reprodução / Rádio Jovem Pan)

Empregados da Jovem Pan denunciaram o chefe por exploração de trabalho após uma decisão que deixou todos revoltados. Em meio à pandemia de Covid-19, com distanciamento social e menos pessoas nas redações e departamentos, a chefia da rádio anunciou aumento de jornada sem remuneração e corte de folgas.

A redação do jornalismo da rádio paulista foi informada via e-mail que as escalas de plantões seriam alteradas. Na empresa de comunicação, um fim de semana era de trabalho e as folgas eram nos três seguintes, algo comum no meio.

Com a necessidade do aumento de produção, mas sem o aval da alta cúpula para contratar mais pessoal, o chefe do Jornalismo, Rodrigo Mariz, teria apresentado um plano anti-folgas para o dono da rádio, Tutinha de Carvalho. As informações são do Notícias da TV.

As quatro equipes da Jovem Pan seriam transformadas em três, tirando o corte de um fim de semana de intervalo. Antes eles trabalhavam um e folgavam três, mas agora só terão direito a dois. Caso o plantão seja emendado com o plantão de feriado, alguns podem trabalhar por 19 dias seguidos.

“Para atender a estratégia definida pela Direção para a programação jornalística, revisamos a distribuição das equipes aos finais de semana. Seguiremos a partir do dia 6 e 7 de março com essas dinâmicas de grupos”, informou Mariz na mensagem por e-mail.

Para a reportagem, um funcionário desabafou sobre a atitude do chefão. “O Tutinha quer, mas precisa contratar gente, como apresentador, produtor, repórter, equipe técnica, cinegrafista, e não tem grana para isso”, desabafou.

“A estreia desse canal 24 horas foi adiada e não tem gente, a redação está sofrendo com falta de pessoal. Tem pouco repórter para botar os jornais no ar, é um sofrimento. Os produtores e apresentadores sofrem”, revelou. “Tem pouca gente na redação, não dá para fazer esse canal 24 horas justamente porque não tem gente”, reafirmou.

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo criticou a decisão da Jovem Pan. “O sindicato não concorda com o aumento da carga de trabalho, nem com a imposição unilateral de uma medida que afeta a vida de dezenas de profissionais. Se a Jovem Pan quer mudar as condições de trabalho, deve negociar a questão com o sindicato, para que a opinião dos jornalistas seja levada em conta”, criticou.

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›