Genro de Silvio Santos, Fábio Faria muda postura e passa a ser visto como puxa-saco de Bolsonaro em Brasília

Fábio Faria
Fábio Faria é alvo de fofoca nos bastidores de Brasília (Imagem: Reprodução / Globo)

Ministro das Comunicações, Fábio Faria se tornou alvo de conversas nos bastidores do Palácio do Planalto, em Brasília, por causa da sua repentina mudança de postura à frente da pasta. Segundo interlocutores, ele se transformou em um puxa-saco após perder espaço no governo.

De acordo com as informações do jornal Folha de S. Paulo, pessoas ligadas ao genro de Silvio Santos dizem que as postagens feitas pelo político nas redes sociais são um aceno ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) por uma questão de sobrevivência no cargo.

Após a demissão de Fabio Wajngarten da Secom (Secretaria de Comunicação da Presidência da República), o marido de Patrícia Abravanel conseguiu nomear para o posto o almirante Flávio Rocha, secretário de Assuntos Estratégicos. Ele acumulou duas funções e saiu em abril. Com isso, Faria perdeu a ingerência que tinha no departamento.

No lugar dele, Bolsonaro colocou o coronel da Polícia Militar do Distrito Federal André de Sousa Costa, que chegou ao Planalto por causa de um amigo da família Bolsonaro, Jorge Oliveira, ex-ministro da Secretaria-Geral e atual ministro do TCU (Tribunal de Contas da União). No entanto, sua indicação ao comando da Secom é atribuída ao ex-PM Max Guilherme Machado de Moura, atual assessor especial da Presidência.

Em resposta à reportagem da Folha, Costa negou que tenha sido indicado por qualquer um dos citados. Segundo fontes, Fábio Faria mudou sua postura após a chegada de Costa ao comando da Secom.

Por conta da situação nos bastidores, o membro da família Abravanel começou a atacar a imprensa e opositores de Bolsonaro nas redes sociais. “Em breve vocês verão políticos, artistas e jornalistas lamentando o número de 500 mil mortos. Nunca os verão comemorar os 86 milhões de doses aplicadas ou os 18 milhões de curados, porque o tom é sempre o do quanto pior, melhor. Infelizmente, eles torcem pelo vírus”, escreveu em um post.

“A imprensa tem tara em colocar o nome de Carlos Bolsonaro [filho do presidente] em tudo. Só tem uma explicação: sabem que ele foi o maior responsável pela vitória do PR, de quem n gostam; e que ele se conecta diariamente e mobiliza as pessoas nas redes sociais, vide as manifestações estrondosas de sábado”, discursou em outro. Fábio Faria não se manifestou sobre a matéria.

Confira:

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›