Glenda Kozlowski diz que foi chamada para minissérie da Globo e explica motivo da recusa

Glenda Kozlowski
Glenda Kozlowski explica motivo pelo qual recusou minissérie da Globo (Imagem: Reprodução / YouTube)

Glenda Kozlowski abriu o jogo sobre a sua carreira e revelou que chegou a ser chamada para fazer um teste para atuar em Sex Appeal, da Globo, no início dos anos 1990. A apresentadora, porém, disse não porque a mãe dela não autorizou.

Então menor de idade, a jornalista iria precisar interpretar um papel que tinha algumas cenas de nudez lateral. Glenda Kozlowski ainda contou que queria ser atriz na adolescência e fez aulas de dança, canto e teatro.

“Eu fui tetracampeã mundial (de bodyboarding) em 1991 e, em 1992, precisava tomar uma decisão na vida, negócio de faculdade, aquela coisa toda, e fui chamada para fazer a Sex Appeal, minissérie da Globo que lançou a Luana Piovani. Só que a personagem que eu ia fazer tinha algumas cenas de nu lateral. Não era peladona, mas tinha algumas nuances, alguns desenhos”, disse ao Flow Sport Club.

A contratada da Band seguiu: “Eu era menor de idade e precisava de autorização dos meus pais. Minha mãe falou: ‘eu não criei minha filha para aparecer pelada na TV Globo’. Eu falei: ‘mas mãe, eu vou fazer 18 anos agora, é a minha profissão’. Ela disse: ‘não é sua profissão, meu amor. Você espera fazer 18 anos, aí a vida é sua e vai fazer o que você quiser. Mas, agora, nesses seis meses, não vai rolar'”.

Ela, então, contou que na mesma semana foi chamada pelo canal Top Sports, antigo SporTV, para apresentar um programa. “Eles me chamaram porque, um ano antes, eu cheguei a fazer piloto para apresentar o Esporte Espetacular. Eu tinha 16 anos. Acho que eles acharam que seria um pouco ousado demais colocar uma garota, surfista, loira, maluca, falando um monte de coisa com o Fernando Vanucci.”.

Ao podcast, Glenda também abriu o jogo sobre a sua saída da Globo após 23 anos. Ela explicou que a decisão foi muito difícil de ser tomada e que foi necessário “cortar laços” que construiu em toda sua jornada.

“Tomar essa decisão de sair foi difícil. Fui desconstruindo… ‘Glenda da Globo’ não vai ser mais ‘da Globo’. Então foi preciso cortar os laços. Foi dificílimo. Fiquei uns três anos sabendo que era reta final e comecei a pensar muito diferente, olhar para o esporte de um jeito muito diferente”, disse a famosa.

A contratada da Band ressaltou que decidiu que precisaria tomar a decisão de sua saída após a Copa América de 2019. Apesar de estar ciente disso, ela ainda terminou seu ciclo na empresa com o Pan-Americano, no mesmo ano.

“Na Copa América, quando acabou o programa que eu fazia, olhei para o estádio, o Tino estava chegando, olhei para o Tino e falei comigo mesma: ‘acabou, tô pronta’. Ali, mandei email pro meu chefe na hora. Falei ‘olha, vou pro pan-americano, mas na volta não estou mais na casa, só não saio agora porque não vou deixar ninguém na mão’. Foi isso”, recordou.

Após a saída, Glenda Kozlowski confessou que teve problemas para lidar com a pandemia, afinal, ficou desempregada. Ela aproveitou para estudar e amadurecer na sua cabeça a ideia sobre a mudança vivenciou.

MAIS LIDAS

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser encontrado através do email [email protected]
Veja mais ›