Globo
A autora de “Rock Story”, Maria Helena Nascimento, desenvolve sinopse para o horário das 21h, na Globo (Imagem: Reprodução / GShow)

A Globo escalou Maria Helena Nascimento, autora de “Rock Story” (2016), para a faixa das 21h, conforme adiantado pela jornalista Patrícia Kogut. Desta forma, a emissora ampliou a fila do horário, que já contava com Manuela Dias, Licia Manzo, João Emanuel Carneiro e Gloria Perez. Às 18h, o canal também soma vários projetos encaminhados. Mas com relação às 19h, silêncio absoluto.

Após “Verão 90”, de Izabel de Oliveira e Paula Amaral, finalizada na próxima sexta-feira (26), a Globo irá exibir “Bom Sucesso”, de Rosane Svartman e Paulo Halm, e “Salve-se Quem Puder”, de Daniel Ortiz. O que virá depois disso talvez nem Silvio de Abreu – diretor do departamento de dramaturgia da casa – sabe.

Dos 20 autores que passaram pela faixa das 19h nesta década, excetuando Maria Helena, Rosane, Paulo e Daniel, um está fora da emissora – Bosco Brasil, de “Tempos Modernos” (2010). Já Silvio de Abreu, que assinou o remake de “Guerra dos Sexos” (2012), afastou-se dos folhetins.

Maria Adelaide Amaral, de “Tititi” (2010) e “Sangue Bom” (2013), dedica-se à supersérie “O Selvagem de Ópera”, com estreia agendada para 2020. Miguel Falabella, de “Aquele Beijo” (2011), responde no momento por “Eu, a Avó e a Boi”, produção original Globoplay.

Filipe Miguez, de “Cheias de Charme” (2012) e “Geração Brasil” (2014), dedica-se às séries, assim como Carlos Gregório, de “Além do Horizonte” (2013); parceiro de Carlos, Marcos Bernstein migrou para o horário das 18h com “Orgulho e Paixão” (2018). Alcides Nogueira, de “I Love Paraisópolis” (2015), idem.

O que há de concreto, até o momento, é que Cláudia Souto (de “Pega Pega”, 2017) desenvolve sinopse para às 19h. Izabel de Oliveira e Paula Amaral também trabalham em um novo projeto – não se sabe se para a faixa que ocupam atualmente.

Daniel Adjafre, de “Deus Salve o Rei” (2018), teve uma sinopse para o horário – em parceria com Cláudia Gomes – recusada recentemente. Já a proposta de Suzana Pires, de “Sol Nascente” (2016), passa por reformulações. Não há informações acerca das atividades de Vincent Villari, de “Sangue Bom”, na casa.

Em meio à incerteza, a rádio corredor já cogita a presença de Walcyr Carrasco, no ar com “A Dona do Pedaço”, às 19h. O autor costuma ser escalado ano sim, ano também. O mesmo se dá com Mário Teixeira, de “I Love Paraisópolis” (2015) e “O Tempo Não Para” (2018), hoje envolvido com a série “Aracy, o Anjo de Hamburgo”.

🔵Boletim RD1 💥 Notícias dos Famosos

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Esta opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!