Globo encerra o Telecine Play e toma medida surpreendente

Telecine Play
Telecine Play deixará de existir a partir deste mês (Imagem: Divulgação)

A Globo tem passado por grandes mudanças internas nos últimos tempos. A nova atualização gira em torno do Telecine Play. A emissora optou pela descontinuidade do serviço e encerrou os boatos que envolviam a crise na plataforma.

Em comunicado, a empresa afirma que “com base em decisões técnicas e estratégicas, o Telecine migrará sua plataforma de streaming para o Globoplay”.

“A mudança visa concentrar seu extenso portfólio de conteúdo em um único ambiente e aprimorar a experiência dos usuários, além de trazer ganhos de sinergia para as operações”, destacou a Globo.

O canal ainda ressaltou: “O movimento reforça a estratégia de relacionamento direto com o consumidor da Globo, que posiciona o Globoplay como o principal marketplace de conteúdo no Brasil”.

Segundo a nota, o projeto de migração deverá ser concluído até o fim de 2021. Com a unificação, os assinantes do Telecine terão acesso aos conteúdos on demand e aos seis canais lineares de cinema no Globoplay.

Além disso, o Telecine terá uma área personalizada dentro do app e da versão web streaming, num modelo conhecido como channel, já utilizado na oferta do Premiere e do Combate.

“O fã de cinema ganha um novo espaço do Telecine, mas agora com acesso a uma série de outras possibilidades. Uma grande novidade será o acesso aos nossos seis canais ao vivo, que continuarão a ser ofertados pelo Globoplay. O Telecine conhece o fã de cinema como ninguém, são 25 anos de televisão que nos tornaram um hub referência em cinema a partir da curadoria de uma equipe que batizamos de time de cinéfilos, especialistas formados em casa que seguirão dedicados à nossa programação, olhando para o negócio e distribuição de conteúdo de forma unificada”, detalha Eldes Mattiuzzo, CEO do Telecine.

Falando nisso, a emissora está no caminho para a expansão do Globoplay no exterior. De olho na disputa com a Netflix, Amazon Prime Video, HBO Max e Disney, o serviço de streaming brasileiro vai ser lançado no Canadá e em vários países da Europa a partir do mês que vem.

O primeiro país da Europa a receber o serviço on demand da Globo será Portugal e, em seguida, França, Alemanha, Itália e mais 17 países do velho continente.

A estreia está marcada para o dia 14 de outubro. A ideia é mostrar para os atores brasileiros que o Globoplay está desbravando terrenos e atravessando as fronteiras. As outras plataformas usam argumentos semelhantes com os artistas.

Depois de Canadá e Europa, a meta da Globo é lançar o seu filho digital em países da Ásia e da África, local de enorme sucesso para as novelas brasileiras.

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser através do email [email protected]
Veja mais ›