Globo passa a perna na crise e fecha com 7 marcas para o futebol

Globo
Gustavo Villani, Cleber Machado, Galvao Bueno, Luis Roberto, Rogério Corrêa e Rembrandt Junior; Globo fatura alto para a temporada 2022 do futebol (Imagem: João Miguel Júnior / Globo)

A Globo vai contar com mais patrocinadores para o futebol em 2022. O novo pacote comercial da emissora de maior abrangência do país tem em seu catálogo o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil. A Copa do Mundo faz parte de um outro pacote.

Para o ano que vem, a TV vai contar com sete marcas patrocinadoras, segundo informações do Meio & Mensagem. Chevrolet (General Motors), Itaipava (Grupo Petrópolis), Hypera Pharma, Itaú e Vivo estão com contratos assinados para a próxima temporada, assim como a Amazon.

A sétima cota de patrocínio é do Sportingbet, plataforma de apostas online que já patrocina os jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo, além de partidas exibidas no SporTV. Uma oitava cota é cogitada pela direção, mas o pacote deve ser fechado com os sete anunciantes citados.

Vale ressaltar que a Globo não vai contar com os principais campeonatos estaduais como o Paulistão, Carioca e, provavelmente, o Mineiro e o Gaúcho. Os dois primeiros estão com a Record. O Mineiro é disputado pela TV de Edir Macedo, enquanto o Gaúcho pode parar na mão do SBT.

Patrocinadores variados em 10 anos

A Globo conquistou 16 marcas patrocinadoras do futebol ao longo da última década. Em 2012, Ambev, Coca-Cola, Itaú, Johnson & Johnson, Vivo e Volkswagen firmaram acordos. Os mesmos renovaram em 2013 e 2014. Em 2015, saiu a Coca-Cola e entrou a Magazine Luiza.

Em 2016, BRF e Casas Bahia entraram e Magazine Luiza e Volkswagen saíram. Em 2017, as duas que chegaram no ano anterior deixaram a lista para a chegada da dupla Chevrolet e Ricardo Eletro.

Em 2018, Ambev, Chevrolet, Hypera Pharma, Itaú, Unilever e Vivo assumiram um acordo com a Globo. Em 2019, saiu Unilever e voltou as Casas Bahia. Em 2020, todas renovaram. Em 2021, a lista foi aprimorada com Casas Bahia, Cervejaria Petrópolis, Chevrolet, Hypera Pharma, Itaú e Vivo.

Para 2022, cada empresa deve desembolsar pouco mais de R$ 300 milhões. A Globo, por sua vez, deve faturar pouco mais de R$ 2 bilhões.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›