SBT ordena que Jornalismo siga “interesses do mercado”; entenda

SBT
SBT optou por atender os interesses do mercado (Imagem: Divulgação / SBT)

Um manual de telejornalismo do SBT veio à tona. Criado no final dos anos 1990, o documento aborda as orientações que os profissionais do Jornalismo precisam seguir, como o fato de estar alinhado aos interesses mercadológicos da emissora e que o setor “não pode fugir das regras de administração” da rede.

Segundo informações do site TV Pop, que teve acesso ao manual, os funcionários que trabalham no setor ainda são orientados a ter otimismo durante a cobertura até mesmo de tragédias:

“O tom do nosso Jornalismo deve ser otimista, precisando mostrar que mesmo nas situações mais trágicas é possível dar a volta por cima”.

O texto ainda diz que “não há lugar” no SBT para assuntos que contrariem os interesses de mercado da emissora.

Confira uma parte do manual:

“Modernidade – A TV é um veículo ágil e seu Jornalismo deve ser moderno, dinâmico e, até certo ponto, audaz.

Profissionalismo – Não há lugar para o Jornalismo desvinculado dos interesses mercadológicos. Por que fazer o melhor noticiário se ele não é consumido e vendido? O Departamento de Jornalismo é parte da empresa e não pode fugir das regras de administração do SBT.

Objetivos – Devemos estabelecer metas e objetivos que precisam ser entendidos, assimilados e cumpridos por toda a equipe.

Simplicidade – Não podemos complicar a vida do público, mas sim dar a ele todos os instrumentos que facilitem o dia-a-dia. A informação deve ser simples, transparente, clara e dinâmica;

Otimismo – O tom do nosso Jornalismo deve ser otimista, procurando mostrar que mesmo nas situações mais trágicas é possível dar a volta por cima. Também não agredimos o nosso público em seus costumes e crenças: o respeito ao telespectador é fundamental.

Humanismo – As matérias divulgadas no SBT não podem criticar o ser humano. Elas devem, sempre que possível, encontrar qualidades no ser humano e nas obras, realizações e ideias do ser humano.

Verdade – Damos a notícia exatamente como ela é. Exemplo: alguém só pode ser culpado de alguma coisa após ser condenado pela Justiça. O Jornalismo do SBT limita-se a dar a notícia correta. E quando erramos, por culpa ou engano, devemos imediatamente corrigir a notícia, dando-lhe a versão verdadeira e insistindo para que ela se sobressaia e seja de conhecimento do público”.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›