Globo pede ajuda para evitar “efeito” Nos Tempos do Imperador em futuras novelas

Globo
Globo recorre a grupos de discussão para analisar resposta do público às novelas (Imagem: Divulgação / Globo)

Com as diversas mudanças que o setor de teledramaturgia sofreu nos últimos meses, a Globo vai criar grupos de discussão de suas próximas novelas inéditas. A ideia é que os capítulos gravados sejam avaliados por uma equipe de telespectadores selecionados, antes da exibição regular na TV.

Em razão da pandemia da Covid-19, as tramas estão seguindo um cronograma diferente do que era visto anteriormente, inaugurando, portanto, um esquema de exibição com as gravações inteiramente encerradas.

A decisão surgiu após a exibição das segundas fases de Amor de Mãe e Salve-se Quem Puder, e da crise atravessada por Nos Tempos do Imperador, que vem lidando com baixos índices de audiência, críticas e está passando por reparos. Quanto Mais Vida Melhor, trama de Mauro Wilson para as 19h, e Um Lugar ao Sol, de Lícia Manzo, que vai suceder a reprise de Império em novembro, já adotarão esse expediente.

A questão é que com o atual modelo as histórias não podem ser alteradas, já que os trabalhos são finalizados antecipadamente. E é justamente por isso que esse grupo especial de telespectadores entrará em cena, para evitar contratempos e um possível desinteresse do público com as produções – a prática sempre foi comum, mas com novelas em gravação.

Além das próximas inéditas das 19h e 21h, Além da Ilusão, sucessora de Nos Tempos do Imperador a partir de fevereiro, e o tão aguardado remake de Pantanal, cuja estreia será em março, seguirão à risca esse “pré-teste”. A Globo entende que o momento ainda não proporciona uma volta integral à “normalidade”.

Data hoje, apenas as sucessoras de Além da Ilusão, Quanto Mais Vida Melhor e Pantanal voltarão a ser gravadas e exibidas simultaneamente. É na mesma época, aliás, que o canal também planeja reativar seu departamento de humor, “extinto” em razão da pandemia.

João Paulo Dell Santo
João Paulo Dell Santo consome TV e a leva a sério desde que se entende por gente. Em 2009 transformou esse prazer em ofício e o exerceu em alguns sites. No RD1, já foi colunista, editor-chefe, diretor de redação e desde 2015 voltou a chefiar a equipe. Pode ser encontrado nas redes sociais através do @jpdellsanto ou pelo email [email protected].
Veja mais ›