Globo reage após conversa entre Gregório Duvivier e hacker

Globo
Globo reage após ser citada por Gregório Duvivier (Imagem: Reprodução / Globo)

Gregório Duvivier entrou na mira de uma nota emitida pela Globo após o humorista, em uma conversa com o hacker Walter Delgatti Neto, ter citado nomes importantes da direção da emissora. A revelação do diálogo surgiu na conclusão do inquérito da Polícia Federal sobre as invasões dos celulares de funcionários da República e de integrantes da Operação Lava-Jato.

Na conversa reveladora da dupla, Duvivier perguntou para Delgatti se tinha alguma informação da Globo nas conversas hackeadas. Ele respondeu que tinha bastante informação envolvendo o canal da família Marinho. Disse ainda que pegou mensagens do jornalista William Bonner, mas não teve acesso a nenhum conteúdo, pois as mensagens tinham sido deletadas.

O famoso indicou novos alvos para o hacker, como o diretor-geral de Jornalismo da Globo Ali Kamel e o diretor-geral da emissora Carlos Henrique Schroder e deu a entender que uma informação envolvendo a alta cúpula da emissora seria “bem forte”.

Em nota, o canal carioca disse que os “diálogos revelados no inquérito são claros” e que mais para frente o “público saberá julgar a atitude de Gregório Duvivier e suas explicações posteriores”.

Sobre os dois diretores citados, a assessoria informou que ambos “preferem guardar para si suas opiniões a respeito” e que “se a quebra de sua privacidade tivesse sido levada adiante nada revelaria de desabonador”.

Confira a nota na íntegra da Globo:

“Os diálogos revelados no inquérito são claros. O público saberá julgar a atitude de Gregório Duvivier e suas explicações posteriores. Ali Kamel e Carlos Henrique Schroder, citados, preferem guardar para si suas opiniões a respeito. Apenas afirmam que se a quebra de sua privacidade tivesse sido levada adiante nada revelaria de desabonador. E nenhum contato com participantes da Operação Lava-Jato.”

Gregorio Duvivier toma atitude e revolta Eduardo Bolsonaro

Gregorio Duvivier e Fábio Porchat entraram na mira da direita-extremista, revoltada com o especial de Natal do Porta dos Fundos disponível no catálogo da Netflix. Atento ao trabalho dos atores, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) detonou uma nova atitude do colunista da Folha de S. Paulo.

No Twitter, o filho do presidente Jair Bolsonaro compartilhou a coluna de Gregorio na edição do jornal da última quarta-feira (11). “Não satisfeito em interpretar Jesus Cristo como gay e se recusando a falar de Deus na Netflix, agora Gregório Duvivier foi além”, escreveu o parlamentar.

Após a leitura do texto, o filho do capitão ficou possesso com a postura do ator, que novamente retratou Jesus como gay e “defensor de Karl Marx e mandando o leitor ‘tomar no c*'”.

O famoso soube da manifestação negativa do seu rival político, considerou Eduardo como fã e alfinetou: “Obrigado pela divulgação! Não gosto de você mas adoro que você lê e assiste tudo o que eu faço. Fã é um negócio que a gente não nega”.

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›