Globoplay paralisa trabalhos da série sobre Secos e Molhados

Gabriel Leone
Trama sobre Secos e Molhados, para o Globoplay, tinha Gabriel Leone no elenco (Imagem: Divulgação / Globo)

O Globoplay tomou uma atitude a respeito das gravações da série sobre os Secos e Molhados. De acordo com informações da colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, até segunda ordem, os trabalhos vão ficar paralisados.

Isso porque ainda há uma pendência em relação aos direitos autorais. Na semana passada, equipe e elenco foram informados sobre a situação. Todas as negociações feitas para a obra, com produção da O2, também foram suspensas.

Na trama, que iniciaria as filmagens no mês que vem, Gabriel Leone tinha sido escalado para interpretar Ney Matogrosso. Outros dois nomes confirmados, até então, no elenco foram os de Mauricio Destri e Caio Horowicz.

Veja Também

Após desenvolver ferramenta para o BBB, estudante baiano é contratado pelo Globoplay

Um jovem estudante de engenharia da computação, Rafael Azevedo, aluno da Universidade Estadual de Feira de Santana, surpreendeu os executivos do Globoplay. O rapaz criou uma ferramenta para o Big Brother Brasil e acabou sendo contratado pela plataforma de streaming.

Assinante do serviço para acompanhar o reality show, o rapaz esteve acompanhando as câmeras que são disponibilizadas 24 horas por dia. Porém, ele acabou se incomodando com uma situação e resolveu tentar resolver o problema que chamou sua atenção.

“Muitas vezes acontecia de um participante sair de um determinado cômodo da casa ou a imagem ser cortada. Isso afetava diretamente minha experiência como usuário, porque para continuar acompanhando o participante, precisava procurá-lo em todas as outras câmeras”, pontuou Rafael em entrevista ao G1.

“Para cada câmera [acessada no Globoplay], surgia uma nova tela de carregamento. A partir desse problema, comecei a pensar em uma solução com base nas minhas experiências”, acrescentou. O estudante não queria perder tempo tentando encontrar os participantes nas imagens.

Globoplay implementou na plataforma de streaming o sistema criado por Rafael

Por conta disso, Rafael desenvolveu um sistema de reconhecimento facial. Isso permite que o telespectador encontre os brothers mais facilmente nos cômodos da casa. “Parti do princípio de que se eu soubesse as informações das câmeras disponíveis na casa e fizesse um reconhecimento facial das imagens fornecidas por elas, saberia onde cada participante estaria”, revelou.

Em uma de suas redes sociais, o estudante publicou que havia criado o sistema e foi surpreendido. Ele recebeu uma mensagem de uma funcionária do Globoplay e foi convidado para uma reunião.

Após sua contratação, o sistema foi implementado na plataforma e poderá ser utilizado pelos assinantes que assistem o reality show pelo computador. Para realizar o uso da ferramenta é necessário inserir o nome do participante em questão na barra de pesquisa. Por lá, a imagem que aparece será substituída pela câmera onde a pessoa está.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›