Grupo Globo lança podcast sobre cultura afro só com jornalistas negros

Diego Moraes, Rafaelle Serafim e Marcos Luca Valentim; Grupo Globo lança o podcast Ubuntu Esporte Clube (Imagem: Reprodução – Twitter – GloboEsporte.com / Montagem RD1)

Em meio à discussão sobre a importância da representatividade da raça negra, o Grupo Globo lançou um novo podcast feito inteiramente por jornalistas negros.

Batizado de Ubuntu Esporte Clube, o projeto conta com a presença de Rafaelle Serafim, Diego Moraes, Marcos Luca Valentim, Pedro Moreno e Thales Ramos. Nele, os integrantes discutem sobre esporte, cultura, política e outros assuntos através de uma visão afrocentrada. Os programas serão disponibilizados dentro da plataforma do GloboEsporte.com.

O nome escolhido, “Ubuntu”, é uma expressão africana que significa “eu sou porque nós somos”. A equipe chegou ao título por acreditar que é parte de uma melhoria do mundo e da comunidade. Apesar de não ser o tema central do podcast, o racismo não vai deixar de ser pauta quando o assunto estiver em voga e ser necessária a sua discussão.

“É um lugar para nós, jornalistas pretos e pretas, falarmos muito além da pauta racial, porque o sistema como um todo nos enxerga apenas nesse espaço: especialistas em racismo. E não, nós somos especialistas em várias coisas — inclusive em esporte, que é nossa área de atuação direta dentro do Grupo Globo. Se os maiores nomes da história do esporte são pessoas negras — Pelé, Simone Biles, Michael Jordan, Serena Williams, Usain Bolt… —, nada mais justo que nós tenhamos um espaço para expor nossa visão sobre isso também”, afirma Marcos Lucca Valentim.

O primeiro episódio já está disponível no site de esportes da Globo e conta com a jornalista Maíra Azevedo, a Tia Má, como convidada, que explica o que entende como Ubuntu.