Guga Chacra exibe Bolsonaro ao lado de ditador e desabafa no Twitter

Guga Chacra
Guga Chacra desabafa sobre Bolsonaro se alinhar a ditadores (Imagem: Reprodução / GloboNews)

Guga Chacra falou abertamente sobre a postura do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) com ditadores como o saudista Mohammad bin Salman. O jornalista da GloboNews lembrou que a Arábia Saudita “é o país mais cristofóbico” do mundo e lamentou a postura do Chefe do Executivo brasileiro.

“Sempre é bom lembrar que o país mais cristofóbico do mundo é a Arábia Saudita. Igrejas são proibidas. Assim como a prática do cristianismo”, revelou o famoso. “Apoiam grupos jihadistas que matam cristãos sírios. O ditador saudita se chama Mohammad bin Salman. Fotos de Bin Salman abaixo”, apontou Guga.

“Falo como alguém que fez reportagens na Síria (in loco, não do sofá) sobre a perseguição aos cristãos”, lembrou o comentarista de política internacional. “Lembrando que sou neto de cristãos libaneses, nascidos na fronteira com a Síria”, completou.

As declarações de Chacra sobre Bolsonaro se estenderam da política externa para a situação do Brasil na busca por vacinas. “Se dependesse de Bolsonaro, o Brasil ainda não teria vacina. Simples sim. Ficaria na dependência da Índia. Teve meses para se preparar. Um fracasso. Um fiasco. E agora o Brasil está esta catástrofe”, detonou.

“O ilustre sempre está do lado errado da história. Impressionante. Até na vacinação. Mesmo o Trump, que é desequilibrado, negacionista e mentiroso compulsivo, lutou pela vacinação dos americanos. É inacreditável o que ocorre”, comparou o contratado da Globo.

O desabafo veio à tona no mesmo dia em que a Anvisa autorizou o uso emergencial das vacinas CoronaVac, produzida entre o Instituto Butantan e a farmacêutica Sinovac, e da Universidade de Oxford, em parceria com a Astrazeneca e Fiocruz, ambas contra a Covid-19:

“Todos os chefes de Estado e de governo de países onde a vacinação começou celebraram quando a primeira pessoa do país recebeu a vacina. Alguns de direita. Outros de esquerda. Democratas e autocratas. Apenas um líder internacional não celebrou. Jair Bolsonaro, do Brasil. Por que?”.

Confira:

Paulo CarvalhoPaulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.
Veja mais ›