Gusttavo Lima escapa de indenização milionária após funcionário matar homem

Gusttavo Lima
Gusttavo Lima é alvo de três processos (Imagem: Reprodução / YouTube)

Empresa de Gusttavo Lima, a N&R Empreendimento foi processada após se envolver na morte de um motociclista em abril de 2019. A fatalidade aconteceu em Goiânia, quando um funcionário do cantor dirigia um veículo da empresa e atropelou o motoqueiro.

De acordo com a assessoria de imprensa do sertanejo, os acordos feitos entre a família da vítima e a empresa entraram em homologação pela Justiça de Goiás. O empresário foi citado em três processos na Justiça goiana com relação ao caso.

A comunicação de Gusttavo negou que a família do motociclista pedia cerca de R$ 1,5 milhão e afirmou que os valores não serão expostos, mas não se trata de uma indenização milionária.

Responsável pelo caso, Cláudio Bessa deu detalhes sobre o andamento do processo. “As partes fecharam acordo extrajudicial nos três processos, em danos morais e materiais. Um dos processos corre em segredo de justiça, por ter menores no polo ativo”, explicou.

Gusttavo Lima tem um segundo processo movido pelo compositor André Luiz Gonçalves que pede pelos direitos da música Fora do Comum. O julgamento, que aconteceria em 25 de maio, foi adiado pelo Tribunal de Justiça de Goiás. O terceiro, recente, foi uma advertência do Conar após propaganda de bebidas alcoólicas em transmissões ao vivo.

CONTINUE LENDO →

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.

ALERTAS GRATUITOS