Homens do Power Couple detonam ação de patrocinador do programa

Participantes do Power Couple detonam patrocinador (Imagem: Reprodução – Instagram / Montagem – RD1)

O programa Power Couple Brasil tem repercutido de forma não muito boa, inclusive entre os próprios participantes, que chegaram a detonar um dos patrocinadores na atração.

Saiba tudo sobre o Power Couple na cobertura do RD1

Nesta semana, Filipe Duarte, JP Mantovani e Bruno Salomão reclamaram dos desfiles que os casais precisam fazer para mostrar as roupas que usam nas festas e criticaram a ação.

“Está ficando chato já”, disseram. “Não aguento mais fazer desfile, toda semana é isso”, disparou JP. “A gente perde um tempo precioso com esses desfiles”, concordou Salomão.

“Mas será que a gente vai ter que fazer de novo?”, questionou Filipe. “Ah, vai. Toda semana tem. Mas rende uns VTs legais para eles, né? O cara é modelo e está reclamando de desfilar”, ironizou JP, que é modelo.

As roupas, vale lembrar, são da Riachuelo, patrocinadora do programa, que fornece as roupas para as festas.

Nesta semana, Bruno Salomão e Deborah Albuquerque tiveram uma briga feia com Matheus Yurley e Mari Matarazzo. Depois, o médico ainda acusou o rival de oportunismo.

O confinado, por sinal, percebeu que Geórgia Frölich e Thiago Bertoldo se afastaram dele após o conflito polêmico: “Parece que eles distanciaram por causa daquela briga com o Matheus”.

JP Mantovani não descartou a ideia primeiramente, mas ficou na dúvida: “Não sei se foi isso, mas eu senti um pouco”.

Bruno se sentiu injustiçado pelo casal: “Eles entenderam mais o lado dele do que o meu”.

O marido de Li Martins veio com a hipótese deles quererem se afastar de brigas, mas seu parceiro de jogo discordou, apontando que a modelo está muito amiga de Mari nos últimos dias.

O esposo de Deborah, depois que foi acusado de discriminar Matheus Yurley, relembrou a treta e se defendeu, dizendo que não conseguiu se justificar:

Eu falei: ‘Cara, eu não falei do jeito que você fala, eu falei do jeito que você falou agora’. Daí começou a gritaria e acabou. Uma atividade pra família e ele falando de mijar. Eu acho que ele já tinha bebido um pouquinho”.

JP Mantovani concordou com tudo que ouviu e endossou a acusação de oportunismo:

Estava nítido o que você quis dizer. Talvez ele tenha usado isso… Os artifícios dele. Fica ruim até para vocês, que escutaram tudo aquilo e na hora eles não deixaram vocês falarem”.

Retomando a palavra, Bruno Mantovani ficou com medo como isso tudo pode estar sendo visto pelo público:

Pode ter certeza que ele usou nas câmeras para falar que eu o menosprezei, e isso é ruim, porque lá fora o pessoal usa isso do jeito que quer. Eles [internautas] fazem as montagens e usam do jeito que quiserem”.

Confira:

Lucas Medeiros
Lucas Medeiros é formado em Comunicação Social e escreve sobre o dia a dia da TV.
Veja mais ›