Izabella Camargo
Izabella Camargo à frente do Hora 1 (Imagem: Reprodução / Globo)

Izabella Camargo trabalhava na Globo e estava de licença médica por causa da Síndrome de Burnout. Mas em outubro de 2018 ela acabou sendo demitida pela emissora e uma polêmica gigantesca surgiu. Em entrevista ao Pânico, da rádio Jovem Pan, Camargo voltou a tocar no assunto.

A jornalista se sentia prestigiada na Globo, fazendo assim que encarasse sua demissão como uma surpresa: “Foi a coisa mais violenta que aconteceu na minha vida“.

Ela ainda comparou sua saída a um assalto: “Foi pior do que um assalto a mão armada. Imagine que você tem moral e acabou de receber elogios. Você pensa que está batendo um bolão. Aí acontece uma situação e te falam que você não serve mais. Você se sente injustiçado ou não?“.

Vale citar que Izabella foi reintegrada à Globo através de uma decisão judicial e, por vontade própria, saiu da emissora para se dedicar a novos projetos pessoais.

A jornalista afirmou não ter deixado inimizades, mas revelou uma represália que sofreu, só que sem citar nomes: “Uma pessoa disse que, no jornal dela, eu não voltaria a trabalhar. E isso foi logo quando fui reintegrada. É um absurdo, chocante“.

Sobre ter falado da sua Síndrome de Burnout publicamente, Izabella Camargo se orgulhou do que pôde inspirar: “Coloquei um dedo na ferida, rompi um sistema. Quando eu trabalhava na TV, as pessoas me paravam para tirar uma foto. Hoje, param para me agradecer por ter rompido o sistema, colocado o dedo na ferida de uma situação que está todo mundo jogando para debaixo do tapete“.

Veja:

A saída de Izabella Camargo da Globo

Izabella Camargo abriu o jogo e revelou que não faz mais parte da equipe de jornalismo da Globo, após menos de três meses. Ao TV Fama, da RedeTV!, a jornalista garantiu: “Minha história com a empresa acabou”.

A ex-garota do tempo da emissora carioca preferiu não dar maiores detalhes sobre a saída, alegando haver segredo de Justiça, que a impede de se pronunciar a respeito. “Isso ainda está sob segredo de Justiça, mas a história acabou”, comentou.

Izabella, no entanto, confessou que o clima do seu retorno – após decisão judicial – foi muito ruim. “Eu podia me aproximar dos meus colegas, mas a questão é que cada um tem a sua percepção da lei, então, quando você reintegrada não é porque você quer, mas porque a lei determina”, começou ela.

“Foi difícil voltar. Muitas pessoas me questionaram: ‘Como você vai voltar pra um lugar que não te quer?’. Mas não é questão de querer, mas de seguir os protocolos legais”, disse a jornalista

“Eu não tinha escolhas. E quando você é reintegrada a vibe é outra. As pessoas de tratam diferente, é óbvio”, acrescentou a famosa.

Cabe lembrar que Izabella Camargo foi vítima da Síndrome de Burnout, caracterizada por estafa física e mental causada por excesso de trabalho. Ela saiu em licença médica, mas, após retornar, foi demitida pela Globo.

A comunicadora entrou na Justiça pedindo a reintegração e teve causa ganha. Após a vitória, ela retornou à empresa em julho deste ano, mas fora do vídeo.

Você está ficando de fora...

Não perca nada!

Saiba tudo o que está em alta no Instagram dos Famosos.

SIGA AGORA