Jezabel
Lidi Lisboa no papel-título de “Jezabel”; audiência da macrossérie decepciona (Imagem: Divulgação / Record)

Vai mal a audiência, segundo dados da Grande São Paulo, de “Jezabel”, macrossérie que a Record exibe às 20h45. De 13 a 17 de maio, a produção perdeu plateia no comparativo com a semana anterior (6 a 10), aproximando-se da reprise de “Bela, a Feia” (2009), que a emissora veicula em horário “menos nobre”, 15h. Na Globo, apenas “Órfãos da Terra” caiu; “O Sétimo Guardião”, em seus capítulos finais, bateu recorde. No SBT, acréscimo nos índices dos folhetins mexicanos.

Dos 7,7 anotados entre 6 e 10 de maio, “Jezabel” foi para 7,4. “Bela, a Feia”, por sua vez, saltou de 7,1 para 7,3. Por critérios de arredondamento, a trama inédita e a reprise ficaram com 7 pontos. O outro repeteco vespertino, o de “Caminhos do Coração” (2007), caiu: 5,6 x 5,5 de média. Já “A Terra Prometida” (2016), em sua última semana, elevou seus números em quase um ponto: de 9,9 para 10,7.

Na Globo, “Por Amor” (1997) em “Vale a Pena Ver de Novo” alcançou 16,7 – na semana anterior, 15,6 pontos. “Malhação – Toda Forma de Amar” atingiu 17,7 – após os 17,3 dos capítulos exibidos entre 6 e 10 de maio. “Verão 90” cravou 26,0 – ante 25,6 do dia 6 ao dia 11. E “O Sétimo Guardião”, entre 13 e 18 de maio, conquistou 32,4 – frente 30,1. Apenas “Órfãos da Terra” perdeu audiência, indo de 20,8 para 20,4.

Por fim, as mexicanas “A Que Não Podia Amar” e “A Dona”, ambas com recorde na média semanal de audiência. A primeira, de 6,6 para 7,2 pontos – mesmo índice de “Jezabel”, por critérios de arredondamento –; a segunda, de 6,7 para 7,7. Principal concorrente da trama da Record, “As Aventuras de Poliana” subiu dois décimos, saltando de 12,3 para 12,5. A reprise de “Cúmplices de um Resgate” (2015) não conseguiu absorver tal público, caindo de 11,3 para 10,7.

🔵Boletim RD1 💥 Notícias dos Famosos