Johnny Massaro relata bastidores de cenas de sexo em Verdades Secretas 2

Johnny Massaro
Johnny Massaro contou como é o clima por trás das câmeras (Imagem: Reprodução / Instagram)

Johnny Massaro abriu o jogo ao falar sobre as cenas de sexo de Verdades Secretas 2. O ator, que está no elenco da trama como Giotto e protagoniza sequências para lá de ousadas, revelou ao jornal O Globo como é os bastidores das gravações mais picantes e como foi sua reação ao descobrir que faria algo do tipo:

“Houve um momento em que pensei: ‘Ai, meu Deus! E agora?’. Mas acabou rolando. No fim, a história passa longe do campo da sensualidade. O operador da câmera está no estúdio; precisamos parar o ‘ato’ para ajustar a luz ou porque o colega não lambeu seu sovaco direito”.

O artista ainda garantiu que participar do folhetim derrubou os últimos tabus que ele tinha a respeito do assunto. “Quando comecei a carreira, aos 12 anos, eu dizia que nunca rasparia os cabelos ou ficaria pelado. Primeiro, passei a máquina zero nos fios; mais tarde, fiz um curta-metragem e tive que mostrar o bumbum. Aí veio um filme, e fiquei completamente nu”, disse.

“‘Verdades secretas’ é o ápice. Acho interessante a ideia de ter um corpo livre e explorar outras possibilidades de afeto. Considero a novela uma chance de rever o conceito de moralidade”, seguiu.

“Somos seres sexuais, cheios de desejos. Temos que aprender a lidar com isso, não castrar. Nesse sentido, a trama de Walcyr Carrasco ocupa um lugar muito especial, pois os personagens vivem os melhores momentos de suas vontades. Para alcançarmos essa liberdade, é necessário bastante conhecimento. E sabemos como nosso país é carente no campo educacional”, completou.

Vale lembrar que Massaro está namorando há oito meses com seu amigo de infância, o professor João Pedro Accioly.

Nas redes sociais, Johnny compartilhou uma foto antiga dos dois, quando ainda criança, e, em seguida, mostrando os dias atuais. “24 anos de parceria: e a vida à frente!“, legendou. João, por sua vez, homenageou o artista em seu perfil e falou um pouco mais sobre o relacionamento:

“Faz 8 meses hoje (quarta-feira) que namoro o amor da minha vida (que eu conheci em 1997, na casa dos meus avós, no aniversário de minha prima). Descobrimos, no primeiro encontro (último sábado de carnaval), ter sido a primeira ‘namoradinha’ do Johnny”.

Logo na quarta de cinzas, dirigimos até a Bahia. No sábado seguinte, a gente já estava se apresentando como namorados e, 8 meses e muitos quilômetros depois, cá estamos. Há encontros e conexões que, de tão profundos e imediatos, levam tempo para compreender. ‘Porque, afinal, cada começo é só continuação e o livro dos eventos está sempre aberto no meio“, seguiu.

Ao finalizar o texto, o professor falou sobre cartas de amor: “Em que pese a chuva (e a temperatura) no Rio, hoje é um dia quentinho e feliz. Estou feliz pelo que sinto e por falar sobre o que sinto. Porque, embora todas as cartas de amor sejam (levemente) ridículas, só as criaturas que nunca as escreveram é que (realmente) o são“.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›