Jornal Nacional toma decisão e ignora críticas de Lula à Globo

Jornal Nacional
O ex-presidente Lula criticou a Globo e Jornal Nacional ignorou (Imagem: Reprodução / Globo)

A Globo respondeu as críticas que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) fez para a emissora, mas o Jornal Nacional preferiu não exibir o momento para seu público, nesta quarta-feira (10).

Apesar disso, o telejornal deu grande destaque para o primeiro discurso do ex-presidente, na sede do sindicato dos metalúrgicos, após o ministro do STF Edson Fachin anular todas as condenações dele pela Justiça Federal do Paraná no âmbito da Operação Lava-Jato.

A fala de Lula, inclusive, apareceu na “escalada” – os destaques lidos pelos apresentadores na abertura do telejornal -, destacando que ele afirmou “ser vítima da maior mentira jurídica em 500 anos”.

Já durante o noticiário, o momento importante para o petista ganhou uma grande reportagem, de quase 11 minutos.

No principal telejornal da Globo, a repórter Patrícia Falcoski reconstituiu as principais passagens do discurso, a lembrança da prisão, os comentários sobre a decisão do ministro Edson Fachin, do STF, as críticas ao ex-juiz Sergio Moro e aos procuradores que atuaram na Lava Jato, as restrições à política econômica do governo e a disposição de dialogar com políticos de diferentes tendências.

Mas Lula falou mais coisa que acabou ficando de fora do Jornal Nacional. Crítico da Globo, o petista classificou como “épica” a edição de terça (9) do telejornal.

“Fiquei muito feliz porque depois da divulgação de tanta mentira contra mim, ontem acho que nós tivemos um Jornal Nacional épico. Acho que quem assistiu televisão não estava acreditando no que estava vendo”, começou o político.

Lula seguiu: “Pela primeira vez a verdade prevaleceu. Dita não por alguém do PT, dita pelo presidente da Segunda Turma do STF, no discurso do Gilmar Mendes, dita pelo Ricardo Lewandowski, e dita até pela Cármen Lúcia que nunca tinha visto nada igual aquilo”.

O ex-presidente ainda comentou: “Espero que a verdade versada pela Globo ontem seja o novo padrão de comportamento da Globo com a verdade. A Globo não tem que gostar ou não gostar de presidente, de partido. Isso ela decide na hora de votar, mas na hora de informar ela tem que informar a verdade e apenas somente a verdade”.

Fábio AlmeidaFábio Almeida
Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e responsável pela coluna "Do Fundo do Baú", publicada às quintas-feiras no RD1, com conteúdos marcantes da história da TV brasileira. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser através do email luizfabio@rd1audiencia.com
Veja mais ›