Jornalista da GloboNews usa termo “denegrir” e leva puxão de orelha ao vivo

Luiz Fábio Almeida

25/05/2022

GloboNews

Carolina Cimenti cometeu deslize e foi corrigida ao vivo (Imagem: Reprodução / GloboNews)

Correspondente da Globo nos Estados Unidos, Carolina Cimenti foi corrigida ao vivo durante o GloboNews em Pauta, nesta terça-feira (24). Isso aconteceu depois que a jornalista usou o termo “denegrir” ao comentar sobre Damien Abad, ministro recém-nomeado pelo presidente da França, Emmanuel Macron.

O ministro enfrenta acusações de estupro de diferentes mulheres desde 2012, segundo noticiou a profissional do Grupo Globo.

Comentarista da edição do programa da GloboNews, Carolina reforçou a importância do tema e disse que o assunto perde constância por “vir impregnado de acusações, como campanhas usadas para ‘denegrir’ imagens de pessoas”.

No estúdio do Em Pauta, Marcelo Cosme, então, esperou o término do comentário para fazer a correção na utilização da expressão.

“Nós cometemos escorregões às vezes, e precisamos lembrar para não acontecer. Você usou uma palavra que não usamos mais: denegrir. Como nós temos essa liberdade, quis chamar sua atenção para você poder se desculpar e não comentarmos mais sobre isso”, declarou o âncora.

Carolina Cimenti reagiu: “Não se usa mais essa palavra. Queria dizer que é como se as acusações ‘diminuíssem’ ou ‘manchassem’ a imagem deste homem. Usei uma palavra que é claramente racista, peço perdão”.

Marcelo Cosme finalizou a conversa e agradeceu à colega antes de encerrar o assunto. “Estamos aqui para isso”, destacou o apresentador.

Globo toma atitude drástica por causa da GloboNews

A audiência da GloboNews nos últimos meses tem dado dor de cabeça à Globo, o que levou a diretoria do canal a tomar uma atitude que anteriormente era proibida.

Segundo informações do site TV Pop, a emissora, de olho nos avanços da Record News e da Jovem Pan News, passou a procurar os profissionais de suas concorrentes.

O maior alvo da Globo é a Record, que teve diversos de seus empregados sondados pelo canal carioca. Além de produtores, editores da Record News foram abordados pela concorrente.

As propostas apresentadas pelos emissários da GloboNews, inclusive, contaram com salários acima da média do mercado e com a promessa de atuação exclusiva nos principais jornalísticos da emissora.

Um deles, inclusive, aceitou a oferta e já pediu demissão para ir trabalhar no novo jornal das 16h da rival. Outra preocupação da Globo, a Jovem Pan News também teve seus funcionários procurados.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui
Luiz Fábio Almeida
Escrito por

Luiz Fábio Almeida

Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É editor-chefe e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser encontrado através do email [email protected]