José de Abreu escreve artigo e pede desculpas publicamente a Tabata Amaral

José de Abreu
José de Abreu reagiu depois de polêmica com Tabata Amaral (Imagem: Reprodução / Instagram)

José de Abreu escreveu um artigo de opinião, que foi divulgado pelo jornal Folha de S. Paulo, nesta quarta-feira (29), em que pediu desculpas publicamente à deputada federal Tabata Amaral (PSB-SP).

“Tenho 75 anos e uma coleção de erros na vida. Viver tanto é saber que estou muito longe da perfeição. Mas todo esse tempo traz também uma lição: aprender com os próprios erros”, disparou o famoso, que causou polêmica ao compartilhar ataques contra a parlamentar.

O ator explicou a história aos que ainda não sabiam o que havia ocorrido e ressaltou: “Quem lida com redes sociais sabe que retuíte (RT) não significa endosso de opinião. Pode até servir para alertar, para denunciar algo fora de sentido. No meu caso, queria dizer algo assim, implicitamente: ‘Deputada, a senhora fala que eu lhe bato duro, mas olha isso aí!'”.

“Só que não! Só que eu não falei explicitamente. O resultado é que o RT criou polêmica enorme, e eu peço desculpas à deputada Tabata Amaral. Errei redondamente ali”, acrescentou.

José de Abreu, que é assumidamente petista há anos, então, falou sobre as divergentes opiniões que tem com Tabata Amaral.

“Creio que nossa diferença, sobretudo para os apoiadores de primeira hora do genocida, é a consciência de nossos atos. E a consciência permite o arrependimento. A consciência nos leva à autocrítica. Sobretudo para uma pessoa como eu, que exerce a crítica de forma tão contundente e direta, creio que a coerência exige uma autocrítica com o mesmo furor”, desabafou.

Ele seguiu: “Tenho uma vida da qual me orgulho de muitas coisas corretas que fiz também. Na arte e na política. A mais importante delas foi sempre confiar na inocência do ex-presidente Lula”.

“Talvez ou certamente, deputada Tabata, a sua capacidade de colocar essa lente de aumento num RT não seja tão somente por aqueles que a apoiaram, mas por aqueles que me atacaram justamente pelas posições que assumo —muitas vezes ousadas, corajosas e destemidas. Talvez muito desse apoio tenha sido mais contra mim do que a seu favor”, comentou ainda.

Por fim, ele garantiu: “O que espero para além das nossas diferenças, deputada, é que você venha se juntar à luta contra os grandes problemas do Brasil: miséria, fome, desigualdade, modelo privatizante canibalista do liberalismo selvagem, “reformas” que nada mais são do que rótulos para violências contra nossos direitos”.

“Você demonstrou capacidade de mobilização: que Deus lhe ilumine para usar isso para o bem e para as boas lutas em favor do povo brasileiro“, completou.

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›