Júlio Chaves, dublador de Mel Gibson, morre aos 76 anos

Júlio Chaves
Júlio Chaves morre aos 76 anos vítima da Covid-19 (Imagem: Reprodução / Twitter)

Uma das vozes mais marcantes do cinema no Brasil, o dublador Júlio Chaves morreu aos 76 anos vítima de complicações provocadas pela Covid-19. O profissional era responsável pela voz brasileira do ator Mel Gibson.

A informação foi dada pelo amigo pessoal e colega de trabalho Guilherme Briggs na última terça-feira (10) por meio da sua conta no Twitter.

“Perdemos mais um querido amigo dublador. Júlio Chaves, a eterna voz do Mel Gibson faleceu, vítima do Covid. Ele já estava internado tem alguns dias. Eu não sei mais o que dizer ou sentir, só tristeza. Descanse em paz, Julinho, muito obrigado por tanto carinho comigo sempre”, desabafou.

Nascido no Rio de Janeiro, Júlio Chaves começou sua carreira na dublagem na década de 1970. Além de Mel Gibson, ele deu sua voz a Andy Garcia, Tommy Lee Jones, Jeremy Irons, além do personagem Crowley na série Supernatural.

Em animações, o dublador brasileiro esteve à frente de Marlin, o pai de Nemo em Procurando Nemo e Procurando Dory, além de Max, avô de Ben no desenho Ben 10.

Confira a repercussão na web:

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email [email protected].
Veja mais ›