Justiça toma decisão sobre polêmica entre Antonia Fontenelle e irmãos Neto

Antonia Fontenelle
Justiça determinou que Antonia Fontenelle retire posts do Instagram que associam irmãos Luccas e Felipe Netto com pedofilia (Imagem: Reprodução – YouTube – Divulgação / Montagem – RD1)

O pedido do recurso que Antonia Fontenelle entrou contra a liminar no processo de Felipe Neto foi negado pela Justiça. Agora, a apresentadora tem até 24 horas para apagar os posts que associa o youtuber e o seu irmão Luccas Neto com a pedofilia.

Segundo o Notícias da TV, a decisão, que foi deferida nesta segunda-feira (29), também recusou a solicitação da famosa para colocar a disputa em segredo judicial. As publicações que originaram a ação já não estão mais disponíveis na conta do Instagram da líder do Na Lata.

No último dia 15, a famosa publicou um vídeo editado com diferentes frases sobre sexo ditas por influenciadores como Felipe Neto, Rafinha Bastos, PC Siqueira e Cauê Moura.“Podemos chamar esse vídeo de incitação à pedofilia a olhos nus”, questionou ela na legenda do registro.

Sobre Luccas Neto, o vídeo mostra o jovem encontrando uma garrafa feita de doce e questiona se é possível fazer “besteirinhas” com ela. Com a ordem do vídeo original alterada é possível vê-lo colocando e retirando a garrafa da boca, dando a impressão de uma simulação de sexo oral.

Felipe e Luccas Neto pedem R$ 100 mil de indenização para cada um, além de retratação pública das acusações. O pedido de exclusão do post através de liminar foi aceito no último dia 19 de junho e Antonia Fontenelle entrou com recurso no dia 22, um dia antes de ter sido notificada oficialmente.

Na decisão desta segunda, o juiz Marcelo Nobre de Almeida, da 7ª Vara Cível do Rio de Janeiro determinou a nova intimação contra a atriz. Agora, ela tem 24 horas para retirar os vídeos e um aumento da multa anterior, de R$ 5 mil para R$ 7 mil.

Em uma nota divulgado através da sua assessoria de imprensa, Felipe Neto reforçou que vai continuar acionando judicialmente todos aqueles que associarem a sua imagem à crimes como a pedofilia. “Felipe Neto e Luccas Neto informam que todos que criarem ou compartilharem material que os relacione ao cometimento de crimes serão responsabilizados judicialmente, em âmbito cível e criminal”, explica o comunicado.

“Eles reafirmam a defesa da liberdade de expressão, desde que obedecidos os limites legais. Todos aqueles que cometerem os crimes de calúnia, injúria e difamação responderão por seus atos. A internet não é terra sem lei e há de se ter compromisso e responsabilidade com aquilo que se publica”, defende a equipe

“Assim como o irmão, Luccas Neto rebateu as acusações. Em vídeo publicado nas redes sociais, ele falou sobre o caso do vídeo da garrafa, que é frequentemente utilizado por críticos como ‘prova’ de conteúdo inapropriado para crianças.”

“Inverteram a ordem das falas. Nessa época eu nem fazia vídeo para criança. Essa notícia falsa sobre mim, nesse vídeo que estão [e que] foi deletado do meu canal há muito tempo, não por causa dessa cena, porque a maldade está nos olhos de quem vê, mas devido ao exagero de açúcar, já que estávamos fazendo uma jujuba gigante”, defendeu ele.

CONTINUE LENDO →

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.

ALERTAS GRATUITOS