Karol Conká fala o que pensa do apelido “Nanacita” para Naiara Azevedo

Karol Conká
Karol Conká fez desabafo sobre apelido dado para Naiara Azevedo (Imagem: Reprodução / Instagram)

Com uma passagem polêmica pelo BBB 2021, Karol Conká, que foi apelidada de “Mamacita” pelos internautas, falou o que pensa do apelido “Nanacita” dado para Naiara Azevedo na atual edição do Big Brother Brasil.

Durante sua participação no podcast Pod Delas, a cantora revelou que não concordou com a comparação das duas feita pelo público.

“Eu ficava: ‘Não, gente, não faz isso com ela. Tadinha. Não tem comparação'”, disse a ex-BBB, que pontuou: “É o desespero do público em busca de uma vilã, então ficavam o tempo inteiro procurando uma vilã nessa edição”.

Veja Também

“Eu acho isso um pouco triste, porque qualquer coisinha que fazia lá dentro era motivo de: ‘Ah, essa era uma Karol Conká'”, refletiu a rapper.

“É um pensamento limitado, você achar que só a Karol Conká tem crises, só a Juliette é linda, só o Gil é legal“, completou.

A ‘Nanacita’ é muita falta de criatividade”, disparou Karol Conká, que chegou a pedir desculpas ao público pela crítica. “Tanta coisa bonita e bacana pra falar da Naiara… Nanacita, achei tão bobo”, confessou.

O trecho da entrevista foi compartilhado no perfil do Instagram Vem Me Buscar, Hebe e os internautas reagiram. “Realmente não tem comparação, ninguém fez um terço do que ela fez”, disse uma seguidor. “É até um insulto à Nayara! Ninguém merece essa comparação”, afirmou mais uma.

Karol Conká revela o que passou após BBB

Em entrevista à Quem, a artista contou que após o reality acabou desenvolvendo síndrome do pânico, o que a levou a ficar em casa por muito tempo. No entanto, com o passar das coisas, a cantora percebeu que os ataques se limitavam aos comentários em redes sociais.

As pessoas não tem essa coragem toda de efetivamente querer que alguém acabe com a própria vida. Elas falam no calor da emoção. E se de fato eu tivesse desistido de viver? Se eu tivesse feito isso, que choque maior teria sido?”, questionou.

“Elas estariam hoje com muito mais remorso, porque elas teriam me induzido a chegar neste ponto. Naquele caso pensei que deveria seguir para poder entender qual seria o fim dessa história e como as pessoas de fato iriam reagir”, disse.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Carol Bittencourt
Brasileira vivendo em Portugal, Caroline Bittencourt é jornalista, pós-graduada em Comunicação e Design Digital. Atua como redatora e produtora de conteúdo para as redes sociais. Colabora com o RD1 desde 2018. Ama viajar, seja chegando em um novo destino ou em frente à TV assistindo uma boa série.
Veja mais ›