Lívia Andrade pede atitude do Ministério Público contra Pétala Barreiros após polêmica

Lívia Andrade
Lívia Andrade abriu processo contra Pétala Barreiros (Imagem: Reprodução / Instagram)

Após as polêmicas, Lívia Andrade entrou com uma ação para que o Ministério Público do Estado de São Paulo investigue Pétala Barreiros por cyberstalking.

Segundo a coluna de Leo Dias, do Metrópoles, a apresentadora afirmou no processo que a influencer deu declarações sobre ela ser a pivô do seu término de casamento com Marcos Araújo, a fim de prejudicar sua imagem.

Na ocasião, a ex-esposa do dono da Áudio Mix ainda fez campanhas de cancelamento de Lívia. Inclusive, Ticiano Figueiredo e Pedro Ivo Velloso, advogados da ex-contratada do SBT, afirmaram em fevereiro que Pétala já foi judicialmente condenada por danos morais pelas vezes que deu declarações pejorativas sobre Araújo e Andrade.

Veja Também

A polêmica envolvendo as duas famosas deu o que falar nas redes sociais e ainda repercutiu em programas e sites de fofoca. Como consequência, Lívia acabou recebendo ameaças de morte.

“Pétala Barreiros se utilizou de diversos mecanismos midiáticos com o fim de constranger não só psicologicamente, mas também moralmente a noticiante (Lívia Andrade)”, afirmou um dos advogados da artista, em conversa com O Globo.

Em tempo, a defesa de Andrade diz que Barreiros, além de culpar Lívia pelo término com Marcos, também começou a persegui-la. A atitude, no entanto, é considerada crime desde abril.

No Código Penal é explicado que é crime “perseguir alguém, reiteradamente e por qualquer meio, ameaçando-lhe a integridade física ou psicológica, restringindo-lhe a capacidade de locomoção ou, de qualquer forma, invadindo ou perturbando sua esfera de liberdade ou privacidade”. Além de multa, a pena prevista para esse tipo de crime é de seis meses a dois anos de reclusão.

Vale lembrar que em meados de abril, após um tempo distante das redes sociais por causa da polêmica com Pétala Barreiros, Lívia Andrade apareceu e explicou a razão do sumiço: “Eu estava tão quietinha, né? Vocês não estavam nem me reconhecendo, porque eu nunca fui assim”.

Em uma sequência de vídeos publicados, a famosa mostrou que foi chamada de vários nomes desagradáveis, como: “pira*ha”, “vagab*nda”, “esc*ota”, “sa*ada” e também “amante”.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›