Aquisição de direitos esportivos pelo SBT após sucessivos cortes causa barulho

SBT
SBT segue investindo na área esportiva em 2021 (Imagem: Reprodução / SBT)

No segundo semestre do ano passado, foi possível notar um enxugamento nos investimentos feitos no SBT, principalmente no que se refere às novas produções. Surpreendentemente, em meio a cortes e demissões, a emissora começou a focar na área esportiva.

Em setembro, o canal anunciou o acordo com a Conmebol para transmitir a Copa Libertadores da América até 2022. Segundo o colunista Leo Dias, o canal pagou R$ 316 milhões pelas exibições. O que se sabe é que a área comercial não vem obtendo retorno desse investimento, pois, segundo Flávio Ricco, só metade das cotas foi vendida e por valores, de acordo com o mercado, bem abaixo da tabela.

Recentemente, veio a conquista da Liga dos Campões da Europa, que será exibida na empresa de Silvio Santos até 2024. A primeira partida, já válida pela temporada 2021/2022, será transmitida em agosto, mês do aniversário do SBT.

As surpresas não param por aí. Embora ainda não tenha sido confirmado, a Copa América também estará na programação do canal, após ser oferecido cerca de US$ 6 milhões em valores garantidos, além de outros ganhos com divisão de dinheiro de publicidade e de pay-per-view.

Até bem pouco tempo, o SBT vinha se recusando a entrar em qualquer concorrência esportiva. Os boatos eram de que Silvio Santos não gostava, mas pelo visto ele mudou completamente de ideia. Até porque, nenhuma decisão é tomada sem o aval do empresário.

Para quem não lembra, no segundo semestre de 2020, o antigo presidente do Grupo, Guilherme Stoliar tentou tirar José Luiz Datena da Band, para incluí-lo em um vespertino do SBT.

O vice da emissora, José Roberto Maciel, chegou a comemorar a contratação na casa do apresentador, mas na manhã seguinte o dono ligou e disse que não tinha dinheiro para fazer o programa.

Além disso, foram várias demissões ano passado em um curto espaço de tempo. Leão Lobo, Lívia Andrade e Mamma Bruschetta deixaram a casa, assim como os jornalistas Carlos Nascimento e Rachel Sheherazade.

Pois bem, pelo visto, o canal vem guardando o dinheiro para investir no futebol.

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›