Lucas Lucco surpreende e sai em apoio a Gusttavo Lima

Lucas Lucco
Lucas Lucco revelou estar ao lado de Gusttavo Lima (Imagem: AgNews)

Lucas Lucco decidiu entrar na polêmica envolvendo Gusttavo Lima e os cachês milionários recebidos de verbas públicas.

O cantor chegou a fazer uma live aos prantos falando sobre o assunto, revelando ter vontade de desistir da carreira e Lucas foi um dos sertanejos que apoiaram nos comentários.

No perfil do Instagram, o artista fez questão de mostrar que estava ao lado de Lima. “Você é vencedor. Sou seu fã, sempre. Referência”, afirmou.

Veja Também

Outros cantores fizeram coro a Gusttavo. “Lembre-se de tudo que já passou? Você superou. Deus cuidou e sempre cuidará de você”, comentou Edson, da dupla com Hudson.

“Sempre com você até o fim, bebê. Quem te conhece sabe do que você sempre fez pelos seus e por todos. Para cima”, escreveu Thiago Brava. “Quem segue Cristo, não julga. Mateus 7:1-5. Ore pelos seus irmãos“, postou Israel Novaes.

Prefeito de cidade de MG negocia quebra de contrato amigável com Gusttavo Lima

O prefeito do município de Conceição do Mato Dentro, de Minas Gerais, José Fernando Aparecido de Oliveira (MDB), revelou que está negociando com a equipe do Gusttavo Lima para não ter que pagar multa de R$ 600 mil pelo show que foi cancelado.

“Estamos caminhando para um distrato amigável pra evitar qualquer tipo de judicialização”, disse o prefeito, nesta terça-feira (31), ao G1.

O sertanejo, cabe lembrar, se apresentaria no dia 20 de junho, durante a 30ª Cavalgada do Jubileu do Senhor Bom Jesus Do Matozinhos. O cachê cobrado foi de R$ 1,2 milhão.

A apresentação de Gusttavo Lima foi cancelada após uma reportagem que dizia que a verba empenhada viria da Compensação Financeira pela Exploração Mineral (Cfem), tributo pago pelas mineradoras às cidades onde há atividades minerárias. O dinheiro só poderia ser usado em educação, saúde e na infraestrutura.

“Depois dessa confusão toda envolvendo a nossa cidade, envolvendo o nosso município, envolvendo a minha honra pessoal nós resolvemos cancelar o evento para o bem do serviço público, para preservar a paz, para preservar a ordem”, disse o prefeito.

José Fernando também garantiu que tudo foi feito dentro da legalidade já que o retorno para a cidade será muito alto. A expectativa da prefeitura é que o evento atraia cerca de 80 mil pessoas.

“A lei federal 13.540 prevê que 20% Cfem sejam investidos em atividades relativas à diversificação econômica, ao desenvolvimento mineral sustentável e ao desenvolvimento científico e tecnológico. Turismo é diversificação econômica. E a Cavalgada é turismo religioso”, falou.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Guinho Santos
Guinho Santos é formado em Jornalismo e escreve sobre o universo das celebridades há dez anos. Reality show, bastidores da TV e novelas também são seus pontos fortes. Além disso, possui experiência como Social Media e apresentador. Seu canal na web é através do Instagram @guinhosantos__.
Veja mais ›