Luciano Huck toma decisão importante sobre as Eleições 2022

Luciano Huck
Luciano Huck fala sobre as eleições de 2022 (Imagem: Reprodução / Globo)

O apresentador Luciano Huck não vai fugir da disputa à presidência da República nas eleições de 2022. O famoso, que declinou de convites no pleito passado, conversou com políticos de alguns partidos e disse que será um dos concorrentes do presidente Jair Bolsonaro daqui a dois anos.

De acordo com informações do jornalista Kennedy Alencar, da Rádio CBN, o contratado da Globo não apenas acenou sobre ser candidato, como o partido Cidadania é o mais cotado para a sua filiação e candidatura.

Ainda de acordo com o jornalista, Luciano conversou com membros do PSDB e do DEM e garantiu que não vai desistir da política como fez na última eleição à presidência. “Ele tenta espaço entre o lulismo e o bolsonarismo”, afirmou Alencar.

Enquanto o anúncio oficial não vem à tona, a Globo aguarda impaciente sobre o futuro do casal Huck. Angélica, que teve o piloto do seu programa aprovado para as tardes de sábado, dividindo a faixa com o marido, não sabe quando e se o projeto irá ao ar.

O que está certo até aqui é que o casal não deve permanecer na Globo, até mesmo antes do anúncio oficial. Caso seja, a emissora terá que “ir às compras” para a faixa de sábado, uma das mais cobiçadas do canal.

Em nova pesquisa, Luciano Huck fica atrás de Bolsonaro, Lula e Moro

Luciano Huck vai ter que se desdobrar caso queira mesmo ocupar a Presidência da República a partir de 2023. Em pesquisa eleitoral feita pela revista Veja em parceria com a FSB, o apresentador da Globo aparece distante do presidente Jair Bolsonaro, do ex-presidente Lula e até do ministro da Justiça, o ex-juiz Sergio Moro.

A última pesquisa, feita em outubro, com a inclusão de Lula, em cenário de segundo turno, mostrou o líder da esquerda como a maior ameaça ao atual governo. Na época, o petista tinha 38% e Bolsonaro 46%.

Na mesma simulação, ambos oscilaram dentro da margem de erro. Agora, a pesquisa veio à tona após a soltura de Lula da prisão de Curitiba. No primeiro turno, seja ele com o presidente Bolsonaro ou com ministro Moro, Lula tem 29% das intenções de voto, contra 32% dos dois concorrentes.

No cenário do segundo turno, Lula aparece com 40% e Bolsonaro logo à frente com 45%. Luciano Huck veio na quarta posição, atrás de Ciro Gomes (PDT) e na frente de João Amoêdo (Novo) e João Doria (PSDB). Todos eles perdem para “nenhuma das alternativas”.

A pesquisa não deve ser confirmada para 2022, pelo menos no que diz respeito ao ex-presidente, pois continua inelegível em razão da Lei da Ficha Limpa. Fernanda Haddad, o possível candidato, tem a maior rejeição: 60% não votariam nele de jeito nenhum — Lula tem uma rejeição semelhante, 56%.

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.

WordPress Lightbox