Ludmilla rebate as críticas sobre gravação de clipe em favela

Ludmilla
Ludmilla rebateu as críticas feitas pelos internautas sobre as gravações na favela (Imagem: Divulgação)

Ludmilla vem recebendo uma série de críticas após trazer o cenário de uma comunidade carente para a capa do seu novosingle e clipe Rainha da Favela. A música, que foi lançada oficialmente nesta quinta-feira (12), tem sua capa mostrando a funkeira de biquíni, tranças ruivas e segurando uma garrafa de refrigerante, com uma favela ao fundo.

“Acabei de postar a capa de ‘Rainha da favela’. Vai lá no meu último post que eu tô de olho nos comentários, tô interagindo com a galera. Vai lá olhar essa obra de arte”, anunciou a cantora a nos Stories, do seu perfil no Instagram ao divulgar o novo trabalho.

Na sequência do seu post, Lud voltou às redes sociais para rebater as várias críticas que vem recebendo, principalmente pelo fato do clipe ter sido gravado em uma favela.

“Gente, estou amando os comentários, mas sempre tem aquela galera sem noção. Tipo assim: o nome da música é ‘Rainha da favela’ e vocês queriam que eu gravasse aonde, seus f***? Dentro de um açougue? Dentro do McDonald’s?”, ironizou ela.

Finalizando sua publicação a carioca pergunta: “‘Rainha da favela’, tem que gravar aonde? No banco, p***?”, disparou. “Assim, um desabafo. Eu tô tranquila. Queria deixar claro para esse pessoal. ‘Rainha da favela’, tio (que estava ao lado da cantora no carro), queriam que eu gravasse aonde? Na tua sala, tomando um chazinho? O funk comendo solto e eu com uma xícara de chá no Copacabana Palace… dei mole, dá próxima pode deixar”, debochou a hitmaker.

A artista ainda complementou a sua fala garantindo que está muito feliz com o resultado do seu trabalho e ainda ressaltou que esse é o principal clipe de sua carreira. Rainha da Favela teve a participação especial de Taty Quebra Barraco, Valesca Popozuda, MC Kátia A Fiel e ainda da MC Carol de Niterói. O clipe foi gravado na Rocinha e enaltece as várias mulheres batalhadoras que vivem em comunidades pelo Brasil afora.

A letra de Rainha da Favela foi criada pela própria Ludmilla, em parceria com Cabrera e Pablo Fierro. Eles tentam retratar o poder de escolha, como também de segurança das  mulheres, principalmente daquelas que vivem em comunidades, em relação aos homens.

“Tantas portas foram abertas graças a estas mulheres maravilhosas. Eu não posso negar que isso também me ajudou a escancarar tantas outras. Logo, quis mostrar para o público quem são as minhas rainhas”, relatou Ludmilla.

Assista:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com