Lula faz apelo por mudança histórica em debates eleitorais na TV; entenda

Lula
Lula tomou decisão envolvendo os debates eleitorais (Imagem: Reprodução / YouTube)

O ex-presidente Lula (PT) tem liderado as pesquisas eleitorais para o cargo de presidente da República. Ele, então, está sendo muito aguardado nos debates que devem acontecer entre agosto e outubro nas emissoras da TV aberta.

Porém, o petista já reclamou da quantidade de encontros televisivos e agora formalizou proposta para participar de até três debates no 1º turno.

Segundo a Folha, presidentes dos sete partidos que compõem a chapa do ex-presidente e do ex-governador Geraldo Alckmin (PSB) à Presidência propuseram a entidades que representam jornais e emissoras de rádio e televisão a decisão.

Veja Também

No documento, eles afirmam que há ao menos dez debates entre candidatos sendo propostos por veículos de mídia até o momento e que, dentro do prazo da campanha eleitoral, tal programação “é incompatível com a agenda política e a realização de atos públicos da campanha”.

As legendas apontam ainda que a maioria dos debates se concentra em São Paulo e que as agendas da campanha exigem “deslocamentos pelas 27 unidades da federação”.

“No caso do Brasil, acreditamos que a organização de até três debates nacionais permitiria a contribuição das emissoras para o processo eleitoral, preservando a mobilidade dos candidatos para o diálogo democrático e direto com a população e seus aliados regionais”, declarou o ofício.

O documento é assinado por Luciana Santos (PC do B), Carlos Siqueira (PSB), Juliano Medeiros (PSOL), Gleisi Hoffmann (PT), José Luiz Penna (PV), Wesley Diógenes (Rede) e Paulinho da Força (Solidariedade).

Lula e Bolsonaro podem fazer Globo encerrar tradição do Jornal Nacional

A emissora carioca iniciou as entrevistas ao vivo com os candidatos à Presidência da República dentro do Jornal Nacional e 20 anos depois da estreia a emissora ganhou uma preocupação gigantesca: a possível recusa do presidente Jair Bolsonaro (PL) e do ex-presidente Lula (PT) para as sabatinas.

Até aqui, apenas Ciro Gomes (PDT) e Simone Tebet (MDB) se colocaram à disposição para ir ao estúdio do principal telejornal do país, segundo informações do Notícias da TV. A emissora líder de audiência colocou o dia 22 de agosto como o pontapé inicial para as entrevistas.

A Globo não mobilizou os seus representantes até o momento para um convite formal aos pré-candidatos, mas de cara tanto Lula quanto Bolsonaro mostraram certa indisposição para o encontro com William Bonner e Renata Vasconcellos, o primeiro por sua preocupação pela campanha nas ruas e o segundo por sua guerra particular com o canal da família Marinho.

A preocupação se tornou maior depois que Lula e Bolsonaro recusaram convites para sabatinas no podcast O Assunto, comandado por Renata Lo Prete, que começaram na última segunda-feira (13).

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›