Lula toma nova atitude na Justiça contra Regina Duarte e promete doação de indenização

Lula
Lula segue na Justiça contra Regina Duarte (Imagem: Reprodução – Globo / Montagem – RD1)

A briga entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e Regina Duarte está longe de chegar ao fim. O petista e sua família decidiram recorrer de uma decisão do Tribunal de Justiça do Distrito Federal que livrou a atriz de pagar uma indenização no valor de R$ 131 mil reais por danos morais.

A polêmica teve início a partir de um episódio em que a ex-secretária da Cultura do Governo Bolsonaro publicou em sua conta nas redes sociais uma charge com os dizeres “acharam R$ 250 milhões numa conta da falecida do Lula”, uma informação falsa.

A postagem de Regina Duarte foi feita em abril de 2020, quando ela ainda ocupava o cargo na Cultura. Ela era baseada em uma informação falsa que afirmava que Marisa Letícia, morta em 2017, havia deixado aos herdeiros R$ 255.646.800,00 em títulos de Certificados de Depósitos Bancários. Na realidade, ela tinha cerca de R$ 25 mil investidos.

De acordo com informações da colunista Monica Bergamo, da Folha de S. Paulo, o escritório Teixeira Zanin Martins Advogados, que representa a família de Lula, pede que a atriz seja condenada a pagar R$ 131 mil para reparar danos morais por ter publicado em seu perfil no Instagram uma charge que dizia “acharam R$ 250 milhões numa conta da falecida do Lula”.

O ex-presidente ainda ressalta, no pedido, que doará todo o valor ao projeto social do padre Julio Lancellotti, de São Paulo.

No mês passado, o juiz Manuel Eduardo Pedroso Barros reclamou de atitude do petista e o acusou de usar o processo judicial aberto contra a atriz com objetivos políticos.

“Lula deixou de processar o verdadeiro responsável pelo erro de informação quanto ao patrimônio da falecida dona Marisa Letícia e buscou se valer de processo judicial contra pessoa reconhecida nacional e internacionalmente para se manter em evidência na mídia nacional”, afirmou o magistrado na sentença.

Para Barros, o erro de Regina Duarte ocorreu em decorrência de uma informação equivocada do processo de inventário de Marisa Letícia.

“Quantos foram os veículos de comunicação que também noticiaram tal erro? Quantos foram os milhares de brasileiros, incautos, que também foram, inicialmente, levados à mesma percepção equivocada?”, questionou ele.

O juiz, então, disse que o processo de Lula contra e eventuais desafetos políticos reforçam que o petista adotou “estratégia de mídia com fins políticos”. “Regina Duarte é uma atriz nacional e internacionalmente reconhecida, mãe, avó e certamente pessoa humana que merece reconhecimento e respeito independentemente de suas preferências políticas“, declarou o magistrado.

Barros completou: “Se utilizar de processo judicial para tentar associar a sua imagem [de Regina Duarte] a eventual disseminadora deliberada de fake news não parece ser o uso que se esperava desse processo judicial”.

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›